Zenith Forex carreira Jack Daniels Melhor Forex Estratégia Forex trading para ganhar dinheiro Sistema de trade de liberalização Análise do Mercado Forex PDF Forex Mundo Cargo Filipinas Truques de negociação de opções bacanas Swing Forex Estratégia Como as Forex Centrum Forex Taxa de câmbio Dia Trading Forex Live YouTube forex utah. O leilão de swap forex é Opções binárias Rich Forex Trading. NBAD Forex Trading. Ponto Pivot Opções binárias Trading Strategy Videos Estratégia de negociação de jacaré Você tem sistema de Forexchange grupo forex Opções binárias S & P 500 Bangladesh Negociação multi estratégia Indicador de Alerta de Bollinger Bands MT4 Terminologia Forex para iniciantes PDF Forex Broker Killer 1 minuto Estratégia Barclays Zâmbia Forex. Data de Banco Estadual da Índia Forex Ramos Pune man Aprenda Forex Negociar software de sistema de negociação automática state dating laws in Sint Genesius Rode Belgium speed dating central Natal Brazil ヒマラヤ外国為替プライベートリミテッドリミテッド toerana hookup Antsirabe Madagaskar
Mostrando itens por tag: xisto
Segunda, 23 Maio 2016 15:26

Nº 1371

Quinta, 19 Maio 2016 17:23

 

 

O Grupo de Trabalho entre o Sindipetro PR e SC e a Petrobrás, com mediação do Ministério de Minas e Energia (MME), para tratar da sustentabilidade da Usina do Xisto (SIX) voltou a se reunir no início desta semana, dias 17 e 18 de maio, mas desta vez em São Mateus do Sul-PR, cidade sede da unidade industrial.

 

A novidade foi a participação de trabalhadores da SIX, especialistas no processo de mineração e processamento do xisto pirobetuminoso, que agregaram conteúdo às discussões com importantes informações sobre a cadeia do xisto e subprodutos. Outro ponto positivo foi o fato de os representantes da Petrobrás e do MME conhecerem as instalações da SIX.

 

A agenda de atividades do primeiro dia do GT foi integralmente destinada à visita às dependências da Usina, desde as unidades industriais de processamento e refino do xisto até as áreas de mineração.

 

Já no segundo dia, o foco foi no debate sobre as possibilidades de potencializar as operações da SIX, não apenas na continuidade da produção, mas principalmente na viabilização comercial e sustentabilidade da Usina através de alternativas propostas pelo Sindipetro. A reunião tratou dos três tópicos a seguir.

 

1. Custo Evitado do Sistema – Processamento de Lastro

O lastro é um resíduo de tanques de refinarias e da Transpetro cuja destinação ambiental é de custo elevado. A Petrobrás paga para empresas cimenteiras incinerarem o lastro. A SIX processa o lastro e recupera aproximadamente 60% do óleo contido na borra. Os testes com os resíduos da Repar, Regap, Refap e Tepar foram aprovados e a SIX processa atualmente cerca de 7 mil toneladas/mês de lastro. A boa notícia é que a Usina já tem liberação por parte do IAP (Instituto Ambiental do Paraná) para processar até 10 mil e 800 toneladas por mês.

 

O Sindipetro entende que com pouco investimento em adequações do processo PETROSIX a capacidade de processamento de lastro pode ser ainda maior.

 

2. Xisto Agrícola

Os estudos realizados pelo IAP e Embrapa com os fertilizantes gerados a partir do xisto, em solos desde o Rio Grande do Sul até Goiás, tiveram resultados animadores que demonstraram eficiência agronômica elevada, com aumento dos nutrientes em diversas aplicações. Os produtos desenvolvidos no Centro Avançado de Pesquisa da SIX são a água de xisto, um fertilizante folear, e as matrizes de fertilizantes sólidos: calxisto, finos de xisto e xisto retortado. A combinação desses subprodutos apresenta resultados ainda melhores quando analisados o tipo de solo e do produto a ser cultivado.

 

Atualmente o Brasil consome 21 milhões de toneladas de fertilizantes por ano e 70% desse volume vem de importação, ou seja, o país produz apenas 9 milhões de toneladas. Apenas a SIX é capaz de produzir 3 milhões de toneladas/ano, o que reduziria em 10% as importações de fertilizantes.

 

A comercialização dos fertilizantes de xisto depende apenas de algumas liberações ambientais, não apenas do IAP, mas dos institutos ambientais de outros estados. Por isso, a reunião do GT apontou como prioridade o empenho de cada ator (MME, Sindicato e Comunidade – Prefeitura de São Mateus do Sul, Associação dos Municípios da Região Sul do Paraná, entre outros) no sentido de acelerar a liberação das licenças.

 

3. Redução de custos na mineração e produção

O debate sobre a redução de custos na mineração e na produção de óleo e derivados na SIX passa por um imbróglio quanto à tributação. Atualmente as atividades da Usina estão enquadradas como produção de petróleo e sujeitas às regras da ANP (Agência Nacional do Petróleo), o que implica no pagamento de royalties. Tecnicamente o xisto não é petróleo, mas um minério com querogênio sólido. Somente com o processamento térmico se extrai o óleo da rocha. Portanto, é consenso entre os participantes do GT a busca pelo reenquadramento do tipo de atividade da SIX perante à legislação tributária. Para isso, foi firmado o compromisso de rediscutir com os órgãos competentes e insistir na tese técnica.

 

Próxima reunião

O GT da SIX deve voltar a se reunir no dia 24 de maio, mas desta vez por videoconferência. Os assuntos em pauta serão as outras alternativas propostas pelo Sindicato, tai como: a UTEX (Usina Termelétrica do Xisto) e cimenteira, processamento de glicerina, potencialização da nafta de xisto, agentes rejuvenescedores de asfalto, impermeabilizante hidráulico, enxofre ventilado, entre outros. A otimização do Parque Tecnológico de Pesquisa e Desenvolvimento da SIX também estará em debate.

 

Avaliação

Na avaliação do presidente do Sindipetro PR e SC, Mário Dal Zot, que representa a entidade no GT, a reunião foi bastante positiva no sentido de ampliar o debate técnico sobre a sustentabilidade do xisto. “Estamos otimistas porque os argumentos para aumentar a cadeia de produção do xisto, agregando valor aos subprodutos, estão cada vez mais fortalecidos e convincentes. Não queremos apenas a continuidade das operações, mas desenvolver cada vez mais os potenciais, viabilizando economicamente a SIX”, comemorou. 

Terça, 10 Maio 2016 13:51

Nº 1370

Segunda, 25 Abril 2016 19:37

Nº 1369

Segunda, 11 Abril 2016 19:03

Nº 1368

Segunda, 28 Março 2016 17:51

Nº 1367

Quinta, 10 Março 2016 20:38

O verde e amarelo presente nas peças publicitárias da campanha “O Xisto Não Pode Parar” estão colorindo São Mateus do Sul, cidade onde está localizada a Usina do Xisto (SIX). Outdoors, faixas e adesivos estão espalhados pelo município. Tudo para mobilizar a população na luta pela continuidade das operações e ampliação do potencial produtivo da SIX.

 

E não poderia ser diferente! Os dados comprovam que a Usina está direta ou indiretamente ligada à vida de cada cidadão são-mateuense. A unidade emprega mil trabalhadores diretos e outros três mil indiretos. Isso em município de 45 mil habitantes. Estima-se que a existência da unidade traga alguma forma de renda para pelo menos um terço da população são-mateuense.

 

Nas contas públicas, os números são ainda mais expressivos. A SIX gerou no ano passado R$ 98 milhões em impostos e royalties. A Prefeitura de São Mateus, que ficou com uma fatia de R$ 20 milhões, tem nos impostos originados pela Usina a metade de sua arrecadação total. Além disso, várias empresas que tem atividades econômicas relacionadas com a Usina do Xisto estão instaladas na cidade e geram emprego e renda para a população.

 

Por isso é tarefa de todos o engajamento na luta em defesa da Usina, patrimônio da Cidade, do Estado e do País. Apenas a ação organizada pode garantir a continuidade das atividades e os investimentos necessários para aumentar o potencial produtivo da Unidade frente à política de desinvestimentos adotada pela Petrobrás, empresa proprietária da SIX.

 

O desafio agora é ampliar cada vez mais a campanha em São Mateus do Sul e no Paraná. Por isso, a Frente em Defesa da Usina do Xisto estuda novas ações para conquistar novas adesões. Todos podem ajudar nesta campanha, conversando sobre a importância da SIX com seus amigos, familiares e vizinhos, além de colocar os materiais em sua residência e veículo, bem como divulgar no bairro. Faixas e adesivos estão disponíveis no Comitê, que fica junto à Sede Regional do Sindipetro Paraná e Santa Catarina.

 

:: Serviço
Comitê da Frente em Defesa da Usina do Xisto
Endereço: R. Paulino Vaz da Silva, nº 535, próximo à Igreja
Tel: (42) 3532-1442
Materiais disponíveis: faixas e adesivos

Quarta, 09 Março 2016 20:15

A campanha “O Xisto Não Pode Parar” segue com agenda intensa. Na semana passada, representantes dos trabalhadores da Usina do Xisto estiveram em Brasília para dialogar com personalidades políticas sobre a importância não apenas de manter as operações da unidade industrial, mas também de estimular sua capacidade produtiva para impulsionar a viabilidade econômica.

 

O foco da viagem à capital federal foram as reuniões no Ministério de Minas e Energia. Os trabalhadores dialogaram com o secretário da pasta de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis, Marco Antônio Martins Almeida, e o secretário-adjunto, João José de Nora Souto. O rol de potenciais atividades econômicas da Usina chamou a atenção dos membros do Ministério. Além de produzir óleo combustível, nafta, gás combustível, gás liquefeito e enxofre, e ainda produtos que podem ser utilizados nas indústrias de asfalto, cimenteira, agrícola e de cerâmica, a SIX desenvolveu fertilizantes para a indústria agropecuária, derivados para indústria petroquímica e também faz o processamento do lastro, um resíduo de reservatórios de petróleo e derivados que requer destinação ambientalmente correta e que tem alto custo.

 

Em Brasília, os trabalhadores da SIX também tiveram reuniões no Ministério do Desenvolvimento Agrário. A comercialização dos sub-produtos do processo, como a água de xisto, que gera fertilizantes para a agricultura, despertou o interesse das autoridades do Ministério. 

 

Ainda durante a viagem, os trabalhadores participaram de audiência no Congresso Nacional sobre a defesa da Petrobrás como empresa pública e indutora do desenvolvimento econômico e social do país.

Jornal Revista

Edição Nº 1418

Veja Todos os Jornais

TV Sindipetro

https://www.anamartinmerayo.com/slot-gacor/ https://www.dilia.eu/rtp-slot-pragmatic/ https://www.dilia.eu/slot-deposit-pulsa-tanpa-potongan/ https://www.amu.edu.et/rtp-live/ slot online idn slot slot demo