Mostrando itens por tag: saúde
Sexta, 11 Dezembro 2020 19:55

Procurando produtos orgânicos e com ótimos preços? Então venha para a Feira Agroecológica no sindicato!

Terça, 27 Outubro 2020 19:10

Será nesta quarta-feira (28), às 14h00, através de videoconferência pela plataforma Zoom.

Terça, 11 Agosto 2020 13:35

A gerência da refinaria expõe petroleiros ao ampliar gradativamente a demanda de trabalho à medida que o número de funcionários é reduzido. A consequência disso é um aumento do desgaste físico e mental 

Sexta, 03 Julho 2020 14:50

Arrogância e vaidade não podem prevalecer sobre a segurança coletiva dos empregados.

Sexta, 07 Dezembro 2018 12:22

A Petrobrás informou que tem até janeiro de 2022 para implementar os ajustes nas regras de elegibilidade e de custeio da AMS e está estudando um plano de ação para atender às resoluções da CGPAR.

Terça, 31 Janeiro 2017 18:54

 

 

No dia 27 de janeiro foram retomadas as reuniões periódicas (a cada 2 meses) da Comissão Local de SMS/Repar. O Sindicato oficiou a gestão da refinaria sobre a pauta com uma série de pontos sobre assuntos pendentes. Os mais urgentes foram tratados naquele dia, mas devido à extensa pauta alguns ficaram para a próxima reunião, a ser realizada dia 09 de março.

 

O primeiro tema tratado foi o Programa de Saúde Mental da Repar, exposto pela médica do trabalho Nelly Kon. Foi apresentado o fluxograma de atendimento em saúde mental na refinaria. O Sindicato, porém, cobrou as estatísticas dos casos registrados e também dos que estão em andamento. O gerente de SMS disse que o balanço anual do programa será concluído no mês de março e que na próxima reunião da Comissão de SMS os dados serão apresentados.

 

Outro ponto da reunião foi a solicitação, por parte do Sindicato, dos protocolos de atendimento na Saúde Ocupacional para vítimas banhadas por hidrocarbonetos ou qualquer outro produto químico existente na refinaria, bem como a apresentação da SMS dos possíveis acidentes com múltiplas vítimas já mapeados e qual a estrutura de atendimento necessária e a disponibilizada pela refinaria.

 

A refinaria atendeu as requisições do Sindicato e ainda confirmou que o resgatista da EOR deve continuar compondo a equipe. A empresa apresentou uma simulação realizada em Araucária que envolveu um acidente de trânsito com um ônibus. O Sindicato questionou sobre simulacros dentro da refinaria com relação a múltiplas vítimas. A gestão admitiu dificuldades para este tipo de simulação, mas que existe um planejamento junto ao Corpo de Bombeiros para realizar exercícios fictícios de atendimento às múltiplas vítimas dentro da refinaria.

 

O último assunto tratado foi a composição da Comissão de SMS. A empresa apresentou o DIP (Documento Interno do Sistema Petrobrás) com a relação dos nomes.

 

Membros indicados pela empresa

Titulares:

- Kelly Bedin França, gerente de RH;

- Giovani Claudemir Vizzotto, gerente de SMS;

- Marcelo Joecil da Rosa, gerente setorial de segurança industrial.

 

Suplentes:

- Janaína Santana Mabília, técnica de segurança pleno;

- Carlos Eduardo Lopes Santos, técnico de administração e controle pleno;

- Marcelo Raia, gerente setorial de saúde ocupacional;

- Gilberto Helio Medeiros, engenheiro de segurança pleno.

 

Membros da Comissão de SMS pela CIPA:

- Marcio Grassi, presidente da CIPA 2016/2017 (titular)

- Elisângela Costa, vice-presidente da CIPA 2016/2017 (titular)

 

Membros indicados pelo Sindipetro PR e SC:

Titulares:

- Luciano Zanetti, técnico de operação pleno;

- Alexandro Guilherme Jorge, técnico de inspeção de equipamentos pleno;

- Thiago Schmidt Olivetti, técnico de operação pleno;

 

Suplentes:

- Anacélie Assis de Azevedo, técnica química de petróleo;

- Márcio Ricardo Marinho, técnico de manutenção sênior;

- Rodrigo Carneiro Pellegrini, técnico de operação pleno.

 

 

 

Reunião extraordinária de pauta local sobre jornadas na parada da U-2200

No mesmo dia aconteceu uma reunião excepcional para esclarecer uma denúncia que chegou ao Sindicato sobre remanejamentos de grupos de turno durante a parada da U-2200, que apontava extensões de jornadas diárias de até 12 horas e descumprimento de interstício.

 

A gestão assumiu o erro e afirmou que os grupos irão trabalhar de acordo com a tabela normal, bem como que em caso de necessidade solicitaria reforço para os empregados que estiverem de folga.

 

A gerente de RH ressaltou que as dobras só podem ocorrer em situações excepcionais e não rotineiramente.

 

O Sindicato questionou sobre o motivo dessa parada não planejada da Unidade e a empresa respondeu que é devido a vazamentos de vapores de alta pressão nas válvulas parcializadoras do compressor C-2201.  

Segunda, 22 Setembro 2014 20:09

A diretoria da FUP autorizou a Secretaria de Saúde, Segurança e Meio Ambiente a instalar o Coletivo Nacional de Saúde e Segurança da Federação. Como atividade inaugural, dia 16 de setembro, na sede da FUP, aconteceu o primeiro Encontro dos militantes petroleiros na área de saúde e segurança. A atividade teve como propósito a revisão da pauta de SMS; reavaliar as estratégias e prioridades; ampliar as parcerias para o confronto necessário; estimular e qualificar a atuação nos espaços formais e informais em defesa da saúde do trabalhador.

Como metodologia de trabalho, o Coletivo elegeu seis eixos temáticos: Organização Interna; Legislação; Previdência; Acordo Coletivo de Trabalho; Espaços Tripartites e Saúde Pública.

Redução do EFETIVO PRÓPRIO - questão central
Entre as inúmeras questões debatidas pelo Coletivo, sem dúvida, o destaque foi para a política de redução do efetivo próprio e a sua relação direta com os acidentes e doenças ocupacionais. Todos se manifestaram indignados sobre o anúncio pela Companhia de um concurso público que sequer atenderá o impacto do Plano de Incentivo à Demissão Voluntária (PIDV).

Terça, 12 Novembro 2013 18:59

Nas assembleias de segunda-feira (11), os trabalhadores da Transpetro apresentaram uma condicionante para que o plano de ação para a melhoria da Assistência Multidisciplinar de Saúde (AMS), proposto pela empresa na última sexta-feira (08), fosse aprovado e, assim, a greve fosse suspensa. Reivindicaram o ressarcimento de 100% das despesas médicas eletivas e emergenciais enquanto não surtirem os efeitos do plano.

A empresa foi comunicada da decisão e ficou de se posicionar até o final do dia. Dessa forma, as assembleias de ontem foram reconvocadas para hoje (12). A resposta à condicionante não atendeu as expectativas (confira ao final da matéria) e gerou muitas dúvidas em relação à aplicação prática dos reembolsos. Porém, a Transpetro, o RH Corporativo e o Compartilhado/AMS se propuseram a realizar reuniões com os empregados, até a quinta-feira (21), para que os gestores responsáveis pela AMS prestem esclarecimentos e apresentem dados mais consistentes sobre o plano de ação.

Nas assembleias desta terça-feira, os petroleiros da Transpetro aceitaram ouvir o que a empresa tem a dizer em relação às propostas de melhorias na AMS, mas aprovaram indicativo de greve para 22 de novembro, com novas assembleias para avaliação no início desse dia.

A crise que a AMS da Transpetro atravessa nos estados do Paraná e Santa Catarina é fruto de problemas de gestão. Pouquíssimos hospitais, clínicas e profissionais credenciados, atendimentos de péssima qualidade e problemas no reembolso são as principais queixas dos petroleiros.

O histórico das soluções apresentadas pela empresa para a AMS é de ações meramente paliativas, o que criou um clima de insegurança e desconfiança na categoria a respeito de qualquer promessa em relação a melhorias no atendimento à saúde.

Resposta da empresa à condicionante:

Orientação para Atendimento AMS

O  Compartilhado  Regional  São Paulo-Sul,  através da gerência de   Serviços   de  Assistência Multidisciplinar    de    Saúde (RSPS/SAMS),  em conjunto com o RH/AMS,   está   atuando   para ampliação  da  rede credenciada na região de Joinville/SC.
Encaminhamos abaixo, orientações   que   devem   ser pelos  beneficiários até  a conclusão do trabalho em andamento.


:: Atendimentos de Urgência e Emergência

Os beneficiários devem procurar um hospital credenciado, conforme relação anexa, que também está disponível no Busca AMS.

:: Atendimentos Eletivos
Os beneficiários devem procurar recurso (clínicas e profissionais) credenciado, conforme relação disponível no Busca AMS.

Caso o beneficiário não encontre credenciado disponível, favor dirigir-se ao Posto Avançado mais próximo para que a AMS possa analisar uma alternativa para o atendimento solicitado.   

:: Observações

1)   Todos   os  atendimentos devem  respeitar as regras de cobertura  estabelecidas pela AMS. 

2)  A  Livre  Escolha é outra opção de atendimento disponível aos beneficiários, estabelecida em Acordo Coletivo de Trabalho, que efetua reembolso das despesas realizadas, baseado em  referenciais estabelecidos pela AMS, mantendo os critérios de co-participação dos beneficiários.

*Confira nos anexos abaixo a lista da rede credenciada em SC.

Plano de ação apresentado pela Transpetro em 08 de novembro de 2013 em resposta à pauta de reivindicações por melhoras na A.M.S.

1 – Estruturar a gestão local na região norte de Santa Catarina, instalando um posto avançado da AMS na cidade de Joinville;

A TRANSPETRO se compromete a implantar Posto Avançado da A.M.S. em Joinville.

Prazo: 60 dias

Responsável: Luis Carlos Mairins da Fonseca

2 – Cadastramento de novos hospitais, clínicas e especialistas nas regiões de Joinville, Itajaí, Florianópolis

O trabalho já foi iniciado pela região de Joinville e agora entra na fase de visitas técnicas a serem realizadas pela enfermeira Lilian Dóris.

Prazo: avaliação dos resultados em 30 dias.

Responsável: Sueli Costa – Compartilhado/RSPS/AMS/RCR

3 – Estender a rede de atendimento aos municípios de Tijucas, Imbituva e outros municípios.

O Compartilhado/RSPS/RCR estenderá o credenciamento de hospitais e clínicas conforme demandas recebidas dos empregados.

Prazo: em andamento – avaliação dos resultados em 30 dias.

Responsável: Sueli Costa – Compartilhado/RSPS/AMS/RCR

4 – Incluir os trabalhadores da TBG e da BR Distribuidora na AMS, ampliando a clientela e, assim, o interesse no credenciamento de profissionais e serviços na região.

A Companhia continuará envidando esforços para garantir a integração da TBG à A.M.S., ampliando a clientela e, assim, o interesse de profissionais e serviços na região

Prazo: em andamento – avaliação dos resultados em 30 dias.

Responsável: Adriano Bida – RH Corporativo


5 – Respeito ao prazo máximo de 15 dias para reembolso das despesas médicas na livre escolha, conforme estabelecido na 55ª cláusula do Acordo Coletivo de Trabalho 2013/2015.

A Companhia se compromete a apresentar uma solução definitiva para a demanda.

Prazo: 30 dias

Responsáveis: Adriano Bida/Petrobrás e Luis Carlos Mairins da Fonseca/Transpetro

6 – Maior empenho e urgência no credenciamento de anestesistas.

O Compartilhado retomou as negociações com as cooperativas de anestesistas. Na conjuntura atual, os postos de atendimento orientarão os beneficiários quanto aos canais adequados para informações dos valores a serem reembolsados.

Prazo: em andamento.

Responsável: Sueli Costa.

Em 30 dias será realizada uma reunião para a avaliação do andamento das ações acordadas.

Jornal Revista

Edição Nº 1418

Veja Todos os Jornais

TV Sindipetro