Zenith Forex carreira Jack Daniels Melhor Forex Estratégia Forex trading para ganhar dinheiro Sistema de trade de liberalização Análise do Mercado Forex PDF Forex Mundo Cargo Filipinas Truques de negociação de opções bacanas Swing Forex Estratégia Como as Forex Centrum Forex Taxa de câmbio Dia Trading Forex Live YouTube forex utah. O leilão de swap forex é Opções binárias Rich Forex Trading. NBAD Forex Trading. Ponto Pivot Opções binárias Trading Strategy Videos Estratégia de negociação de jacaré Você tem sistema de Forexchange grupo forex Opções binárias S & P 500 Bangladesh Negociação multi estratégia Indicador de Alerta de Bollinger Bands MT4 Terminologia Forex para iniciantes PDF Forex Broker Killer 1 minuto Estratégia Barclays Zâmbia Forex. Data de Banco Estadual da Índia Forex Ramos Pune man Aprenda Forex Negociar software de sistema de negociação automática state dating laws in Sint Genesius Rode Belgium speed dating central Natal Brazil ヒマラヤ外国為替プライベートリミテッドリミテッド toerana hookup Antsirabe Madagaskar
Mostrando itens por tag: cut
Sexta, 01 Dezembro 2017 13:58

Temer recuou e adiou votação da aposentadoria que estava marcada para o dia 6. Movimento sindical decidiu manter estado de alerta e adiar a greve.

Sexta, 01 Dezembro 2017 13:41

O governo do ilegítimo e golpista Temer, que já gastou R$ 171 milhões com anúncios publicitários enganosos, terá de tirar material do ar imediatamente

Quinta, 30 Novembro 2017 18:14

Governo já gastou R$ 171 milhões em propaganda enganosa para aprovar fim da aposentadoria e não explica o verdadeiro privilégio: Temer, que se aposentou aos 55 anos.

Terça, 28 Novembro 2017 18:25

 

A greve geral contra a reforma da previdência proposta pelo presidente golpista Michel Temer, a ser realizada no dia 05 de dezembro, será ponto único de pauta de assembleias na Repar, em Araucária, e na Usina do Xisto, em São Mateus do Sul.

 

As assembleias acontecem na próxima quinta-feira (30), em diversos horários (confira o calendário abaixo). Nas bases da Transpetro não serão realizadas assembleias, mas haverá manifestações no dia da greve geral. 

 

BASE

LOCAL

DATA

HORÁRIO

Curitiba/PR

Na Sede do Sindicato/Grupos 1, 4, 5 + Aposentados

30/11/2017

17h30

 

Araucária/PR

Em frente à REPAR / Grupo 3 + HA

30/11/2017

07h00

Em frente à REPAR / Grupo 2

30/11/2017

15h00

São Mateus do Sul/PR

Em frente à SIX / Grupo 1

30/11/2017

07h30

Em frente à SIX / HA

30/11/2017

13h30

Em frente à SIX / Grupo 5

30/11/2017

15h30

Na Sede Regional em São Mateus do Sul / Grupos 2 e 3 + Aposentados

30/11/2017

17h30

Em frente à SIX / Grupo 4

30/11/2017

23h30

 

*O Edital de Convocação de Assembleias está disponível no link dos anexos abaixo.

Terça, 31 Outubro 2017 18:29

 

Na manhã desta quarta-feira (01), os dirigentes do Sindipetro Paraná e Santa Catarina estarão na Repar, a partir das 07h00, para coletar assinaturas dos petroleiros para o Projeto de Lei de Iniciativa Popular (PLIP) que revoga a lei da reforma trabalhista.

 

É importante que os petroleiros interessados em aderir ao PLIP tenham em mãos o número de eleitor. No entanto, é possível buscar os dados no aplicativo da Justiça Eleitoral.

 

A lei da Reforma Trabalhista de Michel Temer, que acaba com os direitos trabalhistas, entrará em vigor no dia 11 de novembro de 2017. Para impedir que esta lei nefasta passe a valer, a Central Única dos Trabalhadores (CUT) lançou a Campanha Nacional pela Anulação da Reforma Trabalhista, cujo principal instrumento é um abaixo-assinado em apoio PLIP

 

Com o número suficiente de assinaturas (1% do eleitorado brasileiro, de todas as regiões), o projeto é protocolizado na Câmara Federal e segue a mesma trajetória de qualquer outro projeto no Congresso Nacional, ou seja, passa pelas votações dos deputados e dos senadores.

 

Saiba mais sobre a Campanha pela Anulação da Reforma Trabalhista em http://anulareforma.cut.org.br/

 

Quarta, 18 Outubro 2017 18:11

A lei da Reforma Trabalhista de Michel Temer, que acaba com os direitos trabalhistas, entrará em vigor no dia 11 de novembro de 2017. Para impedir que esta lei nefasta passe a valer, a Central Única dos Trabalhadores (CUT) lançou a Campanha Nacional pela Anulação da Reforma Trabalhista, cujo principal instrumento é um abaixo-assinado em apoio ao Projeto de Lei de Iniciativa Popular (PLIP) que revoga a lei da reforma sancionada por Temer.

 

Com o número suficiente de assinaturas (1% do eleitorado brasileiro, de todas as regiões), o projeto é protocolizado na Câmara Federal e segue a mesma trajetória de qualquer outro projeto no Congresso Nacional, ou seja, passa pelas votações dos deputados e dos senadores.

 

Cada Sindicato filiado à CUT tem a meta de recolhe no mínimo 50% de adesões ao abaixo-assinado do total de associados em sua base. No caso do Sindipetro PR e SC, é necessário coletar pouco mais de mil assinaturas, mas pretende-se ultrapassar esse número.

 

Dirigente sindicais irão visitar periodicamente todas as unidades da Petrobrás no Paraná e Santa Catarina para buscar adesões dos petroleiros ao abaixo-assinado.  Para assinar, é importante ter em mãos o número do Título de Eleitor.

 

Nesta quinta-feira (19), sindicalistas estarão no Clube dos Empregados da Petrobrás (CEPE) de Araucária, durante o horário do almoço, para coletar assinaturas dos petroleiros da Repar.

 

Saiba mais sobre a Campanha pela Anulação da Reforma Trabalhista em http://anulareforma.cut.org.br/

 

Setorizada com os trabalhadores do HA/Repar

O Sindipetro convoca todos os trabalhadores enquadrados no regime de horário administrativo da Repar para uma reunião setorizada nesta quinta-feira (19), a partir das 11h45, no CEPE. Estarão em debate a Campanha Reivindicatória 2017 e a Pauta Local de Reivindicações. 

Sexta, 06 Outubro 2017 01:27

Personalidades da área do direito trabalhista irão se reunir em Curitiba, nesta sexta-feira (06), durante o Encontro Jurídico “O Futuro do Direito Sindical no Brasil Após a Reforma Trabalhista”, promovido pela Central Única dos Trabalhadores do Paraná (CUT-PR).

 

O evento será realizado no auditório do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil de Curitiba e Região (Sintracon: Rua Trajano Reis, 538, São Francisco), a partir das 09h00, com transmissão ao vivo pela Fanpage da CUT Paraná no Facebook: https://www.facebook.com/CUTdoParana/

 

O impacto na representatividade sindical, financiamento e a negociação coletiva são alguns dos temas a serem tratados. Entre os palestrantes que confirmaram presença estão Sidnei Machado, Nasser Allan, Ricardo Mendonça, Sandro Lunard, Carlos Scalassara e José Eymard Loguércio.

 

:: Confira a programação:

09h00 - Mesa de abertura com todas as centrais.

09h30 - Painel 01
Reforma trabalhista e os impactos na representatividade sindical dos trabalhadores.
Debatedores: José Eymard Loguércio, Ludmar Rafagnin e Nasser Ahmad Allan.

12h00 - Intervalo do Almoço.

14h00 - Painel 02
Alternativas para a sustentação financeira da organização sindical brasileira.
Debatedores: Carlos Roberto Scalassara, Sandro Lunard Nicoladelli.

16h00 - Intervalo para o Café.

16h30 - Painel 03
Os efeitos da reforma em relação a negociação coletiva
Debatedores: Vanderlei Carlos Sartori Junior, Ricardo Mendonça e Sidnei Machado.

18h00 - Encerramento.

Sábado, 05 Agosto 2017 18:22

 

Os trabalhos do XVII Congresso da FUP da manhã deste sábado (05) contaram com a mesa de debates “A conta do golpe: quem paga é o trabalhador”.

 

Participaram o secretário nacional de comunicação da CUT, Roni Barbosa, que é trabalhador petroleiro e membro da direção do Sindipetro Paraná e Santa Catarina; a professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Denise Gentil; e o diretor técnico do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócioeconômicos (DIEESE), Clemente Ganz.

 

Para além dos dados apresentados durante a mesa sobre os impactos do golpe político, jurídico e midiático contra a democracia brasileira, Roni focou sua apresentação na importância da comunicação sindical como instrumento de luta contra as elites que tomaram o poder de assalto no país. “Precisamos melhorar cada vez mais nossa comunicação com os trabalhadores e a sociedade para desconstruirmos o discurso hegemônico dos veículos tradicionais/empresariais de comunicação”, destacou.

 

Para Barbosa, a comunicação sindical tem que apostar nas novas mídias para disputar a opinião pública. “A convergência com os meios digitais é um caminho necessário e sem volta. 70% dos acessos de notícias no portal da CUT na internet são feitos através dos smartphones”, informou.

 

Com relação ao combate contra o desmonte do estado e dos direitos trabalhistas em curso com o golpe no país, Roni acredita que a estratégia passa pela unidade da classe trabalhadora. “Nessa crítica conjuntura, a pauta não deve ser individual, de cada categoria ou sindicato. A pauta é nacional. Nossa palavra de ordem deve ser unidade”, apontou. 

 

Ainda como tática de luta, Roni disse que a comunicação sindical deve atuar de forma colaborativa diante da crise que as entidades irão enfrentar.

Jornal Revista

Edição Nº 1418

Veja Todos os Jornais

TV Sindipetro