Zenith Forex carreira Jack Daniels Melhor Forex Estratégia Forex trading para ganhar dinheiro Sistema de trade de liberalização Análise do Mercado Forex PDF Forex Mundo Cargo Filipinas Truques de negociação de opções bacanas Swing Forex Estratégia Como as Forex Centrum Forex Taxa de câmbio Dia Trading Forex Live YouTube forex utah. O leilão de swap forex é Opções binárias Rich Forex Trading. NBAD Forex Trading. Ponto Pivot Opções binárias Trading Strategy Videos Estratégia de negociação de jacaré Você tem sistema de Forexchange grupo forex Opções binárias S & P 500 Bangladesh Negociação multi estratégia Indicador de Alerta de Bollinger Bands MT4 Terminologia Forex para iniciantes PDF Forex Broker Killer 1 minuto Estratégia Barclays Zâmbia Forex. Data de Banco Estadual da Índia Forex Ramos Pune man Aprenda Forex Negociar software de sistema de negociação automática state dating laws in Sint Genesius Rode Belgium speed dating central Natal Brazil ヒマラヤ外国為替プライベートリミテッドリミテッド toerana hookup Antsirabe Madagaskar
Mostrando itens por tag: UFPR
Terça, 29 Março 2022 20:15

O objetivo do projeto é contribuir para a igualdade de direitos e o exercício da cidadania das mulheres; inscrições vão até o dia 19 de abril.

Quarta, 16 Junho 2021 14:21

Trabalhadores devem responder questionário e, assim, contribuir para a pesquisa científica no campo da psicologia do trabalho.

Terça, 19 Novembro 2019 15:21

O momento é de discussão, ocupar espaço e ampliar o debate sobre os impactos que a privatização do Petrobrás irá trazer para o Paraná. Todos estão envolvidos, pois a companhia está diretamente ligada ao futuro das regiões onde atua.

Quinta, 06 Junho 2019 18:20

Ato de lançamento acontece às 19h00, no Prédio Histórico da UFPR, em Curitiba-PR.

Quarta, 28 Novembro 2018 15:26

Evento acontece no dia 12 de dezembro e vai contar com exposições de pesquisadores em ciência política, economia do trabalho e setor petróleo.

Terça, 26 Abril 2016 19:00

Em memória das vítimas do trabalho

O ano de 1969 é lembrado mundialmente pela ascensão do movimento flower power, slogan usado pelos hippies nos anos 60 até o começo dos anos 80 como um símbolo da ideologia da não-violência e de repúdio à guerra do Vietña, que culminou na realização do Woodstock, o mais famoso festival de música de todos os tempos.

 

Mas nem tudo foram flores naquele ano. Uma explosão em uma mina da cidade de Farmington, no estado da Virgínia - EUA, em 28 de abril de 1969, deixou 78 trabalhadores mortos. Por iniciativa do movimento sindical canadense, a data do trágico acidente passou a ser lembrado como o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho. 

 

De acordo com a Organização Internacional do Trabalho (OIT), que adotou, em 2003, o 28 de abril como Dia Mundial em Memória das Vítimas, anualmente são registrados cerca de 270 milhões de acidentes no trabalho. Aproximadamente 2,3 milhões desses acidentes resultam em mortes. No Brasil, segundo o relatório da OIT, são 1,3 milhão de casos, que têm como principal causa as más condições nos locais de trabalho. Ressalta-se que os números são oficiais e não levam em consideração o mercado de trabalho informal (trabalhadores sem registro em carteira) e os não notificados.

 

Segundo o estudo da OIT, o Brasil ocupa o 4º lugar em relação ao número de mortes, com 2.814 óbitos por ano. O país perde apenas para China (14.924), Estados Unidos (5.764) e Rússia (3.090). Ainda de acordo com a OIT, cerca de 4% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial, 2,8 trilhões de dólares, são perdidos por ano em custos diretos e indiretos devido a acidentes de trabalho e doenças relacionados ao trabalho. Só no Brasil, de acordo com dados da Previdência, entre 2008 e 2013 foram gastos R$ 50 bilhões.

 

Os números da OIT ainda revelam que quase 6,5 mil pessoas morrem diariamente por causa de acidentes no trabalho. Enquanto escrevia essa matéria, neste dia 14 de abril, chegava a notícia de que um haitiano que trabalhava em uma empresa de reciclagem no município de Pinhais perdeu a vida ao cair de uma altura de oito metros. O caso evidencia o descumprimento das normas de segurança. A NR 35, que regulamenta o trabalho em altura, determina que deve-se utilizar o cinto de segurança do tipo paraquedista para toda atividade realizada acima de dois metros do chão.

 

Enquanto a impunidade diante dos casos de negligência das regras de segurança predominar, as flores estarão sempre presentes no dia 28 de abril, não para celebrar a cultura da não-violência, muito pelo contrário, mas para lembrar das vítimas do trabalho.  

 

Mortes na Petrobras

Se os números globais assustam, no Sistema Petrobrás não é diferente. Desde 1995, são mais de 360 petroleiros mortos no trabalho. Desde janeiro de 2014, quando a Petrobrás aprovou o primeiro PIDV, já perdemos 36 companheiros mortos em acidentes de trabalho. Recentemente, uma unidade da Rlam e duas plataformas da Bacia de Campos sofreram acidentes graves, em consequência da falta de segurança que, absurdamente, tornou-se rotina no Exploração e Produção, nas refinarias, nos terminais e em todas as áreas operacionais.

 

Seminário na UFPR

Em alusão ao 28 de abril, o Núcleo de Prática Jurídica e Projeto de Extensão Acesso à Seguridade Social da UFPR e o Sindipetro Paraná e Santa Catarina realizam o seminário “Em memória das vítimas de acidentes e doenças relacionadas ao Trabalho”. O evento será realizado nesta quinta-feira (28), às 18h30, na Faculdade de Direito da UFPR (Praça Santos Andrade, 50 – 1º andar – Sala 101) e vai reunir especialistas em saúde do trabalhador e profissionais da área para abordarem sobre os desafios para melhorar as condições de segurança no ambiente e nas relações de trabalho.

 

Estarão no debate o psicólogo e professor da UFPR Márcio Ferracioli; o advogado e também professor da Universidade Sidnei Machado; Maria Carolina Leal, representante do Centro Estadual de Saúde do Trabalhador (CEST) e Ana Fideli, secretária de saúde do Sindicato dos Bancários de Curitiba. A mediação ficará ao encargo do companheiro Luciano Zanetti, trabalhador petroleiro e dirigente do Sindipetro PR e SC. 

O evento terá certificação pela UFPR mediante a participação e inscrição prévia pelo seguinte link: 

https://www.sympla.com.br/seminario-em-memoria-das-vitimas-de-acidentes-e-doencas-relacionadas-ao-trabalho__65369

Jornal Revista

Edição Nº 1418

Veja Todos os Jornais

TV Sindipetro