Image not available
Image not available
Mostrando itens por tag: Sindipetro Paraná e Santa Catarina
Segunda, 13 Julho 2015 20:33

Petroleiros, petroquímicos, professores, estudantes, militantes de movimentos sociais e da Central Única dos Trabalhadores (CUT) ocuparam as galerias da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) na tarde desta segunda-feira (13) para acompanhar o lançamento da Frente Parlamentar em Defesa da Petrobrás.

O objetivo da Frente Parlamentar é fortalecer a luta contra a venda de ativos e os cortes de investimentos anunciados pela empresa, o chamado plano de desinvestimentos, assim como barrar os projetos que visam alterar o modelo de partilha do pré-sal, a exemplo do Projeto de Lei do Senado (PLS) Nº 131, de autoria do senador José Serra (PSDB/SP).

A iniciativa surgiu do Sindipetro e Sindiquímica e foi viabilizada através mandato do deputado Tadeu Veneri (PT). Os parlamentares e movimentos entendem que é necessário fazer a Petrobras recuperar o seu papel de indutora de uma cadeia de trabalho, tecnologia e produção. “Estamos iniciando uma caminhada para construir a Frente em Defesa da Petrobrás e do pré-sal. Temos que esclarecer à sociedade o que significa a estatal petrolífera e o pré-sal para o desenvolvimento do país. A defesa da Petrobrás é uma ação necessária e urgente”, afirmou Tadeu Veneri.

Silvaney Bernardi, secretário de saúde da FUP e dirigente do Sindipetro Paraná e Santa Catarina, fez uma apresentação aos parlamentares e público presente sobre o petróleo e a Petrobrás. “Quando Getúlio Vargas criou a lei do petróleo e instituiu a Petrobrás, ele estabeleceu o monopólio estatal do petróleo na exploração, produção, refino e transporte do petróleo no Brasil. Em 1998 Fernando Henrique Cardoso flexibilizou a lei e acabou com o monopólio estatal porque acreditava haver muito risco exploratório. Mesmo com a quebra do o monopólio e abertura de mercado, a Petrobrás é responsável por 95% da produção nacional. Com o advento do pré-sal, o presidente Lula estabeleceu a Lei da Partilha, na qual a Petrobrás deve ser operadora exclusiva com participação mínima de 30% nas reservas. Em apenas 8 anos, a empresa atingiu a marca de produção de 800 mil barris por dia no pré-sal, algo inédito no mundo, melhor, com o custo de US$ 9 o barril, bem abaixo da média mundial de US$ 15”, destacou.

Bernardi ainda criticou o PLS 131, de autoria do senador José Serra (PSDB/SP). “A proposta do tucano retira da Petrobrás a condição de operadora única dos poços e abre o pré-sal para o mercado privado. As empresas tiveram 20 anos para investir no setor petróleo brasileiro e não o fizeram. Agora, com a qualidade e quantidade de óleo das reservas do pré-sal, estão querendo colocar as mãos no nosso petróleo. Mudar a lei da partilha significa retirar verbas do fundo social que aplica recursos em saúde e educação”, alertou. Sobre o difícil momento que a Petrobrás atravessa, Bernardi foi enfático. “A crise da Petrobrás é conjuntural e não estrutural, mesmo neste cenário adverso continuou investindo e quebrando recordes de produção e ganhando prêmios internacionais pela tecnologia desenvolvida. Tem que ficar claro que os agentes investigados, que levaram a mídia a colocar a empresa no olho do furacão, não tem nada haver com o corpo técnico da empresa. A Petrobrás continua com credibilidade internacional para captar recursos e com grande capacidade de realização”.

O próximo passo da Frente é a realização de uma audiência pública na Alep, prevista para acontecer após o recesso parlamentar de julho.

Sexta, 10 Julho 2015 19:15

Será na próxima segunda-feira (13), às 14h30, no Plenário da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep)

Quinta, 09 Julho 2015 20:04

As assembleias nas bases de representação do Sindipetro Paraná e Santa Catarina seguem aprovando por ampla maioria de votos os seis pontos em debate, cujo principal é a pauta de reivindicações aprovada na 5ª Plenária Nacional da FUP (pauta política).

 

Até a tarde desta quinta-feira (09) já foram realizadas sessões de assembleia com os grupos dois, três, cinco e o pessoal do horário administrativo da Repar, o grupo cinco da Usina do Xisto e os trabalhadores do Terminal de Itajaí, Ativo de Produção Sul, Terminal de Biguaçu e Terminal de Itajaí.  

 

Além da pauta política, está em debate a aprovação de assembleia em caráter permanente; aprovação de estado de greve; mobilizações e atos por setores que acontecem entre os dias 14 e 22 de julho, conforme agenda apresentada pela FUP; paralisação nacional de 24 horas em todo o sistema Petrobrás no dia 24 de julho; e discussão e deliberação sobre o desconto assistencial de 2% sobre o salário básico (mês de agosto 1% e setembro 1%), sendo 1% para abono dos funcionários do sindicato e 1% destinado à FUP para campanha nacional “Defender a Petrobrás é Defender o Brasil”.

 

As assembleias prosseguem até o dia 14 de julho, próxima terça-feira. Confira as datas, locais e horários das sessões no quadro abaixo:

 

BASE

LOCAL

DATA

HORÁRIO

Araucária/PR

Em frente à REPAR / Grupo 5

08/07/2015

15h00

Em frente à REPAR / Grupo 3 + Administrativo

09/07/2015

07h00

Em frente à REPAR / Grupo 2

09/07/2015

15h00

Em frente à REPAR / Grupo 1

09/07/2015

23h00

 

Em frente à REPAR / Grupo 4

14/07/2015

15h00

Curitiba/PR

Sede do Sindipetro SEDE DO SINDIPETRO PR/SC EM CURITIBA/PR

R. LAMENHA LINS, 2064 - REPAR + Aposentados

10/07/2015

17h30

Biguaçu/SC

Em frente ao TEGUAÇÚ

08/07/2015

14h00

Guaramirim/SC

Em frente ao TEMIRIM

08/07/2015

09h30

Itajaí/SC

Em frente ao TEJAÍ

09/07/2015

07h20

No estacionamento do Ativo de Produção Sul

09/07/2015

14h00

Paranaguá/PR

REGIONAL DO SINDIPETRO EM PARANAGUÁ/PR

R. Odilon Mader, 480 – Estradinha

13/07/2015

18h00

Em frente ao TEPAR/ Administrativo

13/07/2015

07h00

Em frente ao TEPAR /Grupo de Turno

13/07/2015

08h00

São Francisco do Sul/SC

Em frente ao TEFRAN

10/07/2015

12h30

Em frente ao TEFRAN/Grupo de Turno

10/07/2015

15h15

São Mateus do Sul/PR

Em frente à SIX / Grupo 5

09/07/2015

15h00

Em frente à SIX / Grupo 4

09/07/2015

23h00

Em frente à SIX / Grupo 1

10/07/2015

15h00

Em frente à SIX / Grupo 2 + Administrativo

14/07/2015

07h00

Regional do Sindipetro em São Mateus do Sul / Aposentados

14/07/2015

13h00

Em frente à SIX / Grupo 3

14/07/2015

15h00

 

Quarta, 08 Julho 2015 15:01

A primeira das 21 sessões de assembleia que o Sindipetro Paraná e Santa Catarina promove nos próximos dias aprovou por unanimidade todos os seis pontos de pauta propostos. Os petroleiros do Terminal Terrestre da Transpetro de Guaramirim (Temirim), em Santa Catarina, participaram em bom número da assembleia desta quarta-feira (08), realizada às 09h30, em frente à unidade.

 

De acordo com André Luís dos Santos, dirigente responsável pela regional sindical de Santa Catarina, houve debate e questionamentos, mas após as exposições sobre o delicado momento que a empresa atravessa, com planos de venda de ativos e cortes de investimentos, além de projetos que tentam alterar o modelo de partilha do pré-sal, “os petroleiros compreenderam a importância da pauta política e fizeram discursos engajados”.

 

Os pontos de pauta em debate nas assembleias são: debate e aprovação da pauta de reivindicações aprovada na 5ª Plenária Nacional da FUP; aprovação de assembleia em caráter permanente; aprovação de estado de greve; mobilizações e atos por setores que acontecem entre os dias 14 e 22 de julho, conforme agenda apresentada pela FUP; paralisação nacional de 24 horas em todo o sistema Petrobrás no dia 24 de julho; e discussão e deliberação sobre o desconto assistencial de 2% sobre o salário básico (mês de agosto 1% e setembro 1%), sendo 1% para abono dos funcionários do sindicato e 1% destinado à FUP para campanha nacional “Defender a Petrobrás é Defender o Brasil”.

 

As assembleias prosseguem até o dia 14 de julho, próxima terça-feira. Confira as datas, locais e horários das sessões no quadro abaixo:

 

BASE

LOCAL

DATA

HORÁRIO

Araucária/PR

Em frente à REPAR / Grupo 5

08/07/2015

15h00

Em frente à REPAR / Grupo 3 + Administrativo

09/07/2015

07h00

Em frente à REPAR / Grupo 2

09/07/2015

15h00

Em frente à REPAR / Grupo 1

09/07/2015

23h00

 

Em frente à REPAR / Grupo 4

14/07/2015

15h00

Curitiba/PR

Sede do Sindipetro SEDE DO SINDIPETRO PR/SC EM CURITIBA/PR

R. LAMENHA LINS, 2064 - REPAR + Aposentados

10/07/2015

17h30

Biguaçu/SC

Em frente ao TEGUAÇÚ

08/07/2015

14h00

Guaramirim/SC

Em frente ao TEMIRIM

08/07/2015

09h30

Itajaí/SC

Em frente ao TEJAÍ

09/07/2015

07h20

No estacionamento do Ativo de Produção Sul

09/07/2015

14h00

Paranaguá/PR

REGIONAL DO SINDIPETRO EM PARANAGUÁ/PR

R. Odilon Mader, 480 – Estradinha

13/07/2015

18h00

Em frente ao TEPAR/ Administrativo

13/07/2015

07h00

Em frente ao TEPAR /Grupo de Turno

13/07/2015

08h00

São Francisco do Sul/SC

Em frente ao TEFRAN

10/07/2015

12h30

Em frente ao TEFRAN/Grupo de Turno

10/07/2015

15h15

São Mateus do Sul/PR

REGIONAL de SÃO MATEUS DO SUL/PR  SIX + Aposentados

14/07/2015

13h00

Em frente à SIX - Grupo 1

09/07/2015

07h00

Em frente à SIX - Grupo 5

09/07/2015

15h00

Em frente à SIX - Grupo 4

09/07/2015

23h00

Em frente à SIX - Grupo 3 + Administrativo

10/07/2015

07h00

Em frente à SIX - Grupo 2

14/07/2015

07h00

 

Sexta, 08 Maio 2015 15:30

Entre os dias 13 e 14 de maio, próxima quarta e quinta-feira, o Sindipetro Paraná e Santa Catarina promove cinco sessões de assembleias para eleger os delegados ao 11º Congresso Regional (2º Congresso Regional Unificado dos Petroleiros e Petroquímicos do Paraná e Santa Catarina).

As inscrições de chapas para a eleição dos delegados ao Congresso Regional deverão ser feitas no início de cada uma das assembleias e deverão respeitar a seguinte proporcionalidade e representatividade de associados para cada uma das assembleias respectivas: REPAR - Araucária, Curitiba/PR: 07 delegados da ativa + 06 delegados aposentados; SIX - São Mateus do Sul/PR: 03 delegados da ativa + 02 delegados aposentados; TEFRAN - São Francisco do Sul/PR: 01 delegado da ativa + 01 delegado aposentado; TEPAR - Paranaguá/PR: 01 delegado da ativa + 01 delegado aposentado; TTOL – Itajai, Biguaçú e Guaramirim/SC: 01 delegado da ativa + 01 delegado aposentado; UO-SUL – Itajai/SC: 01 delegado da ativa.

Os diretores do Sindipetro PR e SC, conforme regra estatutária, são delegados natos ao Congresso Regional. O evento acontece nos dias 21 e 22 de maio, na sede do Sindiquímica-PR, em Curitiba. Além de eleger os delegados à 5ª Plenafup, o evento vai debater e aprovar a pauta de reivindicações que será levada à Plenária Nacional, onde será apreciada em conjunto com as pautas de outros sindicatos.

Confira as datas e locais das assembleias no Edital nos anexos abaixo.


Como se organizam os petroleiros
Todo ano os trabalhadores do Sistema Petrobrás e das empresas do setor privado que são representados pela FUP realizam uma Plenária Nacional (Plenafup) para deliberação das campanhas e pautas de reivindicações, planos de luta e posicionamentos políticos da categoria. Neste ano, a Plenafup entra em sua quinta edição e será realizada de 01 a 05 de juho, na Escola Nacional Florestan Fernandes, do MST, localizada na cidade de Guararema, em São Paulo.

A cada três anos, a Federação convoca um Congresso Nacional (Confup), onde os petroleiros também elegem a direção colegiada da entidade, cujo mandato é de três anos.

Os delegados que participam das plenárias e congressos nacionais são eleitos em assembleias realizadas nas bases sindicais da Federação ou em plenárias e congressos regionais convocados pelos sindicatos filiados. No ano passado, o Sindipetro PR e SC e o Sindiquímica PR resolveram juntar as bases de representação e fizeram o 1º Congresso Regional Unificado dos Petroleiros e Petroquímicos do Paraná e Santa Catarina. A experiência foi bastante positiva e consolidou a iniciativa. Neste ano, o 2º Congresso Regional Unificado acontece nos dias 21 e 22 de maio. Além de eleger os delegados à 5ª Plenafup, o evento vai debater e aprovar a pauta de reivindicações que será levada à Plenária Nacional, onde será apreciada em conjunto com as pautas de outros sindicatos.

As delegações às plenárias e congressos são proporcionais ao número de sindicalizados de cada base. Os delegados eleitos representam os trabalhadores de suas bases nas votações e deliberações que acontecem ao longo dos debates realizados e, também, na plenária final, que sempre ocorre no último dia do evento.

Portanto, todas as decisões e encaminhamentos das plenárias e congressos nacionais são fruto desta organização sindical, democrática e plural. Cabe às direções da FUP e de seus sindicatos cumprir todas as decisões tomadas pela categoria em seus fóruns de deliberação.

Participação das Mulheres
A novidade da Plenária Nacional da FUP deste ano é a garantia da representação de mulheres. No XVI Congresso Nacional da Federação Única dos Petroleiros, realizado em 2014, foi aprovada a Resolução de Políticas Afirmativas de Gênero da FUP. O texto diz que a FUP cumprirá a proporcionalidade do número mínimo de mulheres que trabalham no Sistema Petrobrás na composição dos Congressos Nacionais, das Plenárias Nacionais, das Comissões de Ética, dos Cursos e dos Seminários. Trata-se de uma política afirmativa que visa o aumento da participação das mulheres no sindicalismo.

Quarta, 25 Março 2015 19:54

Começou na tarde desta quarta-feira, 24, o relançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Petrobrás. A solenidade começou às 17h, com a participação de diversos petroleiros do Norte Fluminense e Duque de Caxias, que foram em caravanas à Câmara dos Deputados, em Brasília. Além da direção da FUP, também estão presentes representações dos petroleiros de São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Norte, Bahia e Paraná. Movimentos sociais como MST, MAB, MPA e movimentos estudantis também se somaram aos petroleiros e lotaram o plenário da Câmara.

O objetivo principal da Frente é tentar separar duas pautas: a referente à apuração dos crimes de corrupção e a empresa em si, segundo o deputado Davidson Magalhães (PCdoB-BA), que também é presidente do colegiado.

“A Petrobrás não se confunde com corrupção e é um símbolo nacional. Queremos levantar no Congresso, além do debate sobre Operação Lava Jato e apurações sobre denúncias, que existe uma outra Petrobrás que não é necessariamente a empresa envolvida nesses escândalos”, afirmou o deputado.

O Coordenador Geral da FUP, José Maria Rangel, também fez uma saudação aos presentes e afirmou que os petroleiros não vão deixar que sucateiem a Petrobrás ou façam chacota da maior empresa do Brasil.

"Os momentos de crise também servem como grandes oportunidades, basta que cada um de nós saiba fazer a leitura correta dessas oportunidades. Uma delas, por exemplo, é a de podermos observar que os poderes legitimamente constituídos (Executivo, Legislativo e Judiciário), tem de fato, a capacidade de funcionar com a independência que o nosso povo tanto clama. Isso sem se deixar levar por aquele que se acha o quarto poder, sem nunca ter sido eleito democraticamente para isso, que é a mídia golpista do nosso país." afirmou José Maria.

O coordenador da FUP também ressaltou a importância da categoria retomar o debate sobre a Petrobrás com toda a sociedade. "É bom que todos saibam que quando chegamos à empresa em 2002, a nossa empresa se encontrava na UTI, pronta pra descer os sete palmos. Essa é a Petrobrás que eles criaram e tanto defendem e, que nós, tivemos a competência de transforma-la numa das maiores empresas do mundo, e quando eu digo nós, eu falo do conjunto de todos os brasileiros e brasileiras", enfatizou o coordenador da FUP.

Até o momento, a Frente que tem parlamentares do PT, PCdoB, PSOL, PSB, PDT e PMDB, já teve adesão de 210 deputados e 42 senadores.

Fonte: FUP

Segunda, 23 Março 2015 15:25

O Sindipetro Paraná e Santa Catarina ampliou para duas sessões de palestras em São Mateus do Sul-PR sobre a declaração dos valores recebidos pelos petroleiros (ativa e aposentados) nas ações trabalhistas e previdenciárias no imposto de renda. As atividades serão conduzidas pelos advogados que prestam assessoria jurídica ao Sindicato.

Dessa forma, a primeira sessão acontece entre 13h00 e 14h00, seguida de esclarecimento de dúvidas. Já a segunda ocorre a partir das 17h00. Ambas serão realizadas nesta terça-feira (24/03), na sede regional de São Mateus do Sul do Sindipetro (R. Paulino Vaz da Silva, nº 535, Fone 42 3532-1442).

A nova sessão foi aberta para contemplar os petroleiros que estiverem trabalhando na tarde de hoje.  O evento é gratuito e aberto a todos os(as) petroleiros(as). Participe!



Quarta, 17 Dezembro 2014 18:34

Mensagem de boas festas e informações sobre o expediente do Sindicato neste final de ano

Jornal Revista

Edição Nº 1418

Veja Todos os Jornais

TV Sindipetro