Image not available
Image not available
Mostrando itens por tag: Sindipetro Paraná e Santa Catarina
Terça, 15 Março 2016 18:44

A Frente Brasil Popular convocou para a próxima sexta-feira, dia 18/03, grandes mobilizações nas principais cidades do país (confira os locais abaixo). Será a resposta da sociedade aos ataques aos direitos da classe trabalhadora e à democracia. 

 

Diferente das manifestações do último domingo, os atos da Frente Brasil Popular têm uma pauta de reivindicações intensa e de luta por alterações no cenário político brasileiro que realmente representem avanços na vida dos brasileiros.

 

Os movimentos sociais, organizações política, entidades de direitos humanos, sindicatos e outras entidades da sociedade civil organizada que compõem a Frente Brasil Popular convocam todos para lutar por uma política econômica que priorize a geração de emprego e renda, defesa da Petrobrás, do pré-sal e do estado democrático de direito, e contra os projetos de lei que retrocedem em relação aos direitos dos trabalhadores e à soberania nacional. Confira o detalhamento da pauta e participe dos protestos.

 

Defesa da Petrobrás e do pré-sal

A descoberta do pré-sal, em 2007, colocou o Brasil entre os países com maiores reservas de petróleo no mundo. A Petrobrás desenvolveu tecnologia para explorar em águas profundas e foi preciso um plano estratégico e muitos investimentos para desenvolver a indústria nacional do setor. Mudanças na lei do petróleo foram necessárias para garantir que essa riqueza esteja a serviço do povo, tal como a Lei da Partilha, a destinação dos royalties para a educação e saúde, e o Fundo Social, que garante que as futuras gerações também vão se beneficiar do pré-sal.

 

A queda abrupta no preço do barril do petróleo gerou uma crise no setor em todo o mundo e prejudicou as estratégias para o setor. Diante disso, o mercado financeiro, com o apoio dos políticos entreguistas, tenta avançar para cima do pré-sal e da Petrobrás. O Senado já aprovou o PLS 131, que tira a estatal como operadora exclusiva do pré-sal, e as ambições do mercado têm falado mais alto na gestão da Petrobrás, cujo plano de gestão faz uma privatização às escuras com a venda de ativos e desinvestimentos. A Petrobrás e o pré-sal são o passaporte para o futuro do país e devemos luta para mantê-los como patrimônio da nação.

 

 

Pauta da Classe Trabalhadora

A onda conservadora que se espalha pelo país e se concentra no Congresso Nacional tem colocado em risco os direitos sociais e dos trabalhadores, assim como ataca o patrimônio nacional e prejudica a estabilidade econômica. Por isso, a classe trabalhadora tem uma pauta para disputar os rumos do governo e recolocar o país no caminho do desenvolvimento com geração de emprego e distribuição de renda. Confira alguns exemplos:

 

• Não ao ajuste fiscal: a política de austeridade levou países da Europa para o buraco. A saída da crise não é através do corte de investimentos, isso só a aprofunda e aumenta o desemprego. É a partir do investimento de recursos e do fortalecimento da economia interna que o país pode superar a crise.

 

• Contra a precarização dos direitos: o projeto que amplia as terceirizações significa um grave ataque aos direitos dos trabalhadores. Ele rasga as leis trabalhistas e precariza as relações de trabalho no país. Férias, 13º, FGTS e uma série de direitos estão em risco.

 

• Não ao PL 555: o projeto de autoria do senador Tarso Jereissati (PSDB-CE) impõe que as estatais devam manter em circulação no mercado pelo menos 25% das suas ações ordinárias. A proposta visa entregar ao mercado, em uma só tacada, parcela significativa de todas as estatais brasileiras, o que inclui não só essas 140 empresas administradas pelo governo federal, mas também às dos estados e municípios. É a privatização escancarada.

 

• Contra a reforma da previdência: em direito adquirido não se mexe! A reforma da previdência nos moldes colocados, com fixação de idade mínima ou instrumento que misture idade e tempo de contribuição, significa aumento de tempo de trabalho e diminuição de direitos.

 

• Criminalização dos Movimentos Sociais (Lei antiterrorismo): o Congresso Nacional aprovou a lei que exclui a ideologia das motivações do crime e consequente punição, o que pode levar manifestantes a serem enquadrados como terroristas.

 

 Em defesa da democracia

Sem base legal, o impeachment se caracteriza como um golpe de estado e um atentado à democracia. Só a reforma política é capaz de mudar o país de fato e não é isso o que os políticos entusiastas do impedimento querem. Nesses termos trata-se apenas de disputa de poder.

 

Combate à corrupção

A aprovação da Lei Anticorrupção (nº 12.850), que responsabiliza objetiva, civil e administrativa da empresa e seus responsáveis que praticarem ato lesivo, foi um marco no combate aos malfeitos na administração pública, sancionada pelo atual governo, que também investiu e deu autonomia ao Ministério Público Federal (MPF) e Polícia Federal (PF). Querem mudar o governo para barrar as investigações. A apuração dos crimes não deve ser seletiva, quem deve tem que pagar!

 

Curitiba

Horário: 18h00

Local: Praça Santos Andrade

 

Florianópolis

Horário: a partir das 16h00

Local: Ticen (Terminal Central)

 

Joinville

Horário: a partir das 17h00

Local: Praça das Bandeiras

 

São Mateus do Sul

Horário: 18h00

Local: Chimarródromo

(Praça Nossa Senhora da Conceição – Próximo à Igreja Matriz)

 

 

Quinta, 10 Março 2016 20:20

A Diretoria de Recursos Humanos da Petrobrás adiou para a próxima semana a reunião com a Federação Única dos Petroleiros (FUP) e sindicatos filiados. Inicialmente o encontro estava agendado para quarta-feira (09) e depois foi transferido para esta quinta.

 

A reunião trataria de vários pontos, mas principalmente sobre a questão do efetivo da Companhia. Com relação a um suposto novo Plano de Incentivo à Demissão Voluntária (PIDV), o Sindipetro Paraná e Santa Catarina informa que não há nada oficializado pela empresa e que por enquanto todas as informações que circulam são apenas boatos ou suposições.

Quinta, 10 Março 2016 19:39

A Petrobrás informou hoje que assinou contrato, ontem, com uma nova operadora para o Benefício Farmácia. A mudança acontece após inúmeras denúncias dos trabalhadores, por meio da FUP e seus sindicatos, sobre problemas na garantia do acesso ao direito.

 

De acordo com a Petrobrás, a empresa ePharma será a nova operadora do Benefício Farmácia. O contrato da empresa anterior, Funcional Card, que havia sido assinado em dezembro de 2015, foi rescindido.

Quinta, 18 Fevereiro 2016 20:01

Um evento que promete muita cultura e confraternização. É assim que o Sindipetro Paraná e Santa Catarina planeja mais uma edição da Noite Cultural, que neste ano acontece no dia 26 de fevereiro, próxima sexta-feira, a partir das 19h00, na sede da entidade (R. Lamenha Lins, 2064, Rebouças – Curitiba).


Para isso, organizou várias atrações. Uma delas é o lançamento do livro “O Diabo Atrás da Porta – Contos assombrados e de espanto”, de autoria de Sonia Nascimento, ou Soninha para os mais íntimos, uma figura muito querida entre os petroleiros. Ela trabalhou na Repar desde 1976, no antigo SEPEL, hoje RH, até a data de sua aposentadoria. Escritora nata, venceu vários concursos de contos e já escreveu outros três livros. O livro é uma coletânea de contos ligados entre si pela intangível linha do tempo: O Passado, o Futuro e um Presente sem esperanças, pois o presente é o futuro do passado. Os personagens são fantasmas em suas próprias vidas, são eles que produzem o medo do que virá e são atormentados pelas lembranças do que já viveram.


Outra atividade da Noite Cultural 2016 é a exposição “As outras faces do Che”, que apresenta uma série de quadros com imagens do ícone guerrilheiro criadas a partir da impecável técnica de micromosaico em vidro resinado. As obras foram criadas por Javier Guerrero Meza, mosaicista equatoriano, neto de José Enrique Guerrero, conhecido como El Pintor de Quito.


Ainda no rol de atrações, haverá música ao vivo e será servido um coquetel no estilo finger food (comida de dedo). O evento é gratuito e destinado apenas aos petroleiros(as) sindicalizados e convidados especiais. Para garantir o seu convite, confirme sua presença com Liliane pelo telefone (41) 3332.4554 ou e-mail liliane@sindipetroprsc.org.br.  

Terça, 16 Fevereiro 2016 18:01

Nesta quinta (18) e sexta-feira (19) o Sindipetro Paraná e Santa Catarina realizará uma rodada de Bate-Papos Sindicais com os trabalhadores da Usina do Xisto. Serão feitas conversas com todos os grupos de turno e também com os empregados do horário administrativo, assim como os aposentados. Em pauta, a campanha “O Xisto Não Pode Parar!”.

Confira o calendário do Bate-Papo da SIX


Quinta-feira (18/02)
15h30 – Grupo IV – Em frente à SIX
17h30 – Grupo III e aposentados – Na Sede Regional do Sindipetro
23h30 – Grupo II – Em frente à SIX.

Sexta-feira (19/02)
07h30 – Grupo I e Administrativo – Em frente à SIX
15h30 – Grupo V – Em frente à SIX

Terça, 19 Janeiro 2016 18:36

Na próxima sexta-feira (22), o Sindipetro vai realizar assembleia para eleger a comissão de ética no Terminal Aquaviário da Transpetro em São Francisco do Sul (Tefran) que irá avaliar o descumprimento do estatuto do sindicato e práticas antissindicais durante a greve de novembro de 2015 por parte de associados. Será às 12h30, em frente ao Terminal.

*O Edital de Convocação de Assembleia está disponível nos anexos abaixo.

Segunda, 18 Janeiro 2016 18:10

A informação de que foi criado um Grupo de Estudo na Petrobrás para avaliar a viabilidade econômica da Unidade de Industrialização do Xisto (SIX) causou alvoroço entre os trabalhadores e a sociedade são-mateuense diante do temor de encerramento das atividades.

A conjuntura do setor petróleo, com o barril sendo negociado no mercado internacional abaixo dos US$ 30, confirma o risco, mas na verdade ele sempre existiu pelo fato de a Usina do Xisto ser um projeto estratégico e de pesquisa avançada, ou seja, atua em uma área que vislumbra mais o desenvolvimento de tecnologias do que o retorno econômico.

Em uma visão estritamente imediatista, financeira e mercadológica, a SIX não está sendo rentável no cenário atual, mas pode recuperar a sua lucratividade com uma leve retomada do preço do barril. No entanto, por ser um projeto estratégico, não pode ficar à mercê da instabilidade do mercado financeiro. A Usina do Xisto é um centro avançado de pesquisa na área de refino, onde são desenvolvidos vários projetos em conjunto com o centro de pesquisa da Petrobrás (cenpes) e universidades. O parque tecnológico da SIX é o maior da América Latina e um dos maiores do mundo em plantas-piloto, composto por 15 unidades criadas para atender as necessidades dos variados processos de refino.

A partir da notícia do Grupo de Estudos, o Sindipetro Paraná e Santa Catarina buscou mais informações junto ao representante dos trabalhadores no Conselho de Administração da Petrobrás, à diretoria executiva da empresa e à diretoria de abastecimento. A resposta que veio de todas essas instâncias da estatal é de que não há posição oficial, tampouco conclusiva. Contudo, isso não representa menos preocupação. O Sindicato se mantém atento e vai buscar o diálogo sobre o caso diretamente com a direção executiva da Petrobrás. A manutenção das atividades da SIX será defendida a partir da grande conquista da greve de novembro passado, que foi o reconhecimento da Pauta pelo Brasil, a qual prioriza o futuro da Petrobrás enquanto empresa estatal estratégica para a soberania energética brasileira, em contraponto ao aspecto financeiro imediatista e meramente mercadológico.

A luta em defesa da SIX deve ter os trabalhadores próprios e terceirizados e a sociedade são-mateuense como protagonistas. A mobilização de todos é a nossa principal arma nesta batalha. O que preocupa o Sindicato é o oportunismo que apareceu neste momento. Políticos, alguns inclusive vinculados a partidos que pregam a privatização da Petrobrás, apareceram para tentar implantar o caos em torno desta questão para depois pousarem de salvadores da pátria. Ano eleitoral tem dessas coisas. Fato é que até agora não existe posição oficial, mas o Sindipetro está vigilante e atuante com relação às ameaças contra o Projeto SIX. A luta está em nossas mãos, trabalhadores e sociedade organizada.


Sexta, 15 Janeiro 2016 18:34

Melhorar a dinâmica e aprofundar o debate sobre a pauta local de reivindicações. A partir desse propósito, surgiu a ideia de dividir os setores do Horário Administrativo (HA) da Repar no Bate-Papo Sindical.

Na atividade da última quarta-feira (13) foi discutida a setorização e chegou-se a conclusão de dividir o Bate-Papo do HA em três grupos, conforme a seguinte configuração:

Grupo A – Otimização/Qualidade de Produção (OT/QP); Produção/Transferência e Estocagem (PR/TE); Segurança, Meio Ambiente e Saúde (SMS); e Transpetro.

Grupo B – Manutenção Industrial/Elétrica e Instrumentação (MI/EI), Manutenção Industrial/Inspeção de Equipamentos (MI/IE), Manutenção Industrial/Equipamentos Estáticos (MI/EE), Manutenção Industrial/Equipamentos Dinâmicos (MI/ED), Manutenção Industrial/Planejamento de Manutenção (MI/PM).

Grupo C – Suporte Operacional (SOP), Planejamento e Controladoria (PC), Tecnologia da Informação e Telecomunicações (TIC), Engenharia (EN), Otimização (OT), Segurança Patrimonial, Compartilhado, Contabilidade, Finanças, Tributário, Comunicação, Recursos Humanos (RH), Comercialização (CM) e Ouvidoria.

Além da divisão em grupos, outra mudança no Bate-Papo do HA foi a data da atividade, que passa a ser sempre às quartas-feiras, às 12h15, no Clube dos Empregados da Petrobrás (CEPE). A atividade será em forma de revezamento, ou seja, a cada quarta-feira um grupo de setores do HA participa do Bate-Papo Sindical.

Calendários dos próximos Bate-Papos do HA/Repar:

Grupo A: 20/01 – 12h15 – CEPE
Grupo B: 27/01 – 12h15 – CEPE
Grupo C: 03/02 – 12h15 – CEPE

Jornal Revista

Edição Nº 1418

Veja Todos os Jornais

TV Sindipetro