Mostrando itens por tag: Conselho de Administração da Petrobras
Quarta, 20 Março 2019 14:25

 Danilo Silva estará no estado nesta quinta e sexta-feira para dialogar com os petroleiros.

Segunda, 01 Fevereiro 2016 20:01

Neste domingo, 31, foi encerrada a votação do primeiro turno da eleição para a representação dos trabalhadores no Conselho de Administração da Petrobrás. Os candidatos apoiados pela FUP, Deyvid Bacelar e, Arthur Ragusa (Suplência), tiveram 4.415 votos no 1º turno e disputarão a segunda etapa do pleito com a candidata Betânia Rodrigues Coutinho, que teve 3.952 dos votos.

O segundo e decisivo turno para reeleger o representante dos trabalhadores no Conselho de Administração da Petrobrás, que é a maior instância de decisão da empresa, será entre os dias 20 e 28 de fevereiro.

A FUP e seus sindicatos continuam apoiando e indicando o voto no atual conselheiro, Deyvid Bacelar, jovem liderança sindical, comprometido com a pauta da categoria, principalmente no que diz respeito às condições de trabalho e na defesa da Petrobrás enquanto empresa pública e principal indutora no desenvolvimento nacional.

Deyvid é coordenador do Sindipetro-BA e atual representante da categoria no C.A da Petrobrás. Confira suas propostas: http://www.deyvidbacelar.com.br/

C.A da Transpetro

A votação para a representação dos trabalhadores no C.A da Transpetro terminou neste domingo. O candidato apoiado pela FUP e seus sindicatos, Paulo Cardoso, do Terminal Campos Elíseos, em Duque de Caxias, conquistou 600 votos e ficou em segundo lugar no pleito, vencido pelo atual conselheiro.

Fonte: FUP

Terça, 12 Janeiro 2016 18:54

As eleições para os Conselhos de Administração da Transpetro e da Petrobrás já têm data marcada. Do dia 23 de janeiro até o dia 31, a categoria vai escolher os seus representantes para o mandato de um ano. É fundamental a participação de todos para que sejam eleitos representantes que de fato defendam os interesses da categoria petroleira e da sociedade. A Federação Única dos Petroleiros (FUP) e os sindicatos filiados já têm seus candidatos. O atual representante da categoria no Conselho da Petrobras e Coordenador Geral do Sindipetro Bahia, Deyvid Bacelar, vai buscar a reeleição. Já o candidato para o Conselho da Transpetro será o diretor do Sindipetro Caxias (RJ), Paulo Cardoso.

Conheça o perfil dos candidatos apoiados pela FUP e sindicatos:

CA Petrobras: Deyvid Bacelar
Deyvid Bacelar é destaque no movimento sindical e comunitário. Ele trabalha como técnico de segurança na RLAM, na Bahia, e é graduado em Administração pela Universidade Estadual de Feira de Santana, com especializações em SMS no Instituto Federal da Bahia e em Gestão de Pessoas na UFBA. As propostas de Deyvid são semelhantes ao da eleição anterior. Entre elas estão a manutenção de um canal de comunicação direto com os trabalhadores; discutir, propor e interferir nas políticas que assegurem a recomposição dos efetivos da empresa; sugerir medidas para avançar nas condições de saúde e segurança dos petroleiros; batalhar contra o assédio moral e sexual nas unidades da Petrobras; lutar pelo fechamento de capital da empresa, entre outras.

CA Transpetro: Cardoso
Já o candidato Paulo Sérgio Cardoso é técnico formado pela Escola Técnica Estadual Visconde de Mauá, no Rio de Janeiro, e tem vasta experiência em manutenção e construção mecânica. Também é formado em Direito pela Universidade da Cidade (Univercidade), no Rio, e faz pós-graduação em Gestão Empresarial pela Faculdade Souza Marques. Ele ingressou na Transpetro em 2008 e hoje milita no Sindipetro Caxias, atuando com foco na melhoria das condições de saúde e à segurança, assim como no crescimento profissional dos trabalhadores e engajamento com toda sociedade. As ideias defendidas pelo candidato ao CA da Transpetro são divididas em três eixos: a política da empresa, defendendo propostas como a primeirização em todos os níveis; a mobilização de base, com a criação de um canal de comunicação direto com o trabalhador; e a pauta social, a qual Cardoso faz a defesa de melhorias na educação, saúde e outros serviços públicos.

Como votar?
Para o CA da Transpetro, Cardoso, é só votar 3030. Já para o CA da Petrobras, o número é 1010. A votação é eletrônica, via Portal da Petrobrás.

Quarta, 29 Julho 2015 13:16

Os temas tratados na última reunião do Conselho de Administração da Petrobrás, realizada dia 24 de julho de 2015, apontam para o prosseguimento da agenda de forte descontinuidade de várias atividades da empresa. Ou seja, a alta gestão da estatal continua com a estratégia de abrir mão de vários negócios da companhia, fato já evidenciado no Plano de Negócios e Gestão de 2015.



Um primeiro empreendimento discutido na reunião foi a BR Distribuidora, que conforme mencionado pela empresa no seu blog Fatos e Dados, a organização já está estudando a possibilidade de um sócio estratégico e a abertura de capital. Embora a sinalização atual seja que, caso esse processo ocorra, envolva um percentual minoritário das ações, fica evidente a estratégia da Petrobrás reduzir seu poder de atuação no segmento de distribuição de combustíveis. Mais do que a redução dos investimentos no setor, esse processo significa a transferência de um ativo da empresa para o mercado, ou seja, nada mais do que uma privatização!

Como se isso não bastasse, a tendência é que esse movimento ocorra no curto prazo, ou seja, sem que haja uma discussão com a sociedade e com a força de trabalho.
 Além da redução, a Petrobrás mais uma vez pode abrir mão de fomentar um projeto de desenvolvimento da indústria nacional para adquirir sondas do mercado internacional.
A alta oferta de sondas no mercado pode atrapalhar a manutenção de sondas próprias atuando, bem como a encomenda da mesma quantidade de sondas que deveriam ser fabricadas aqui no Brasil.


Esses pontos mostram que já está em curso a estratégia da empresa de reduzir sua participação direta na cadeia produtiva de energia, bem como na sua atuação como fomentadora da indústria nacional. Seja por meio de venda de ativos e/ou redução de investimentos, o fato é que a estatal deve deixar de atuar no desenvolvimento dos segmentos de gás, distribuição de combustíveis e da produção de navios diminuindo empregos e renda de centenas de trabalhadores.

Importantes Conquistas

Apesar do futuro incerto da Petrobrás e da equivocada estratégia adotada pela nova gestão da companhia, algumas deliberações da última reunião do Conselho de Administração (CA) significaram importantes avanços para ampliar a atuação da categoria petroleira. Além disso, algumas alternativas apresentadas pela empresa confirmaram como o envolvimento dos petroleiros tem sido fundamental para as decisões estratégicas da organização no longo prazo.

Em primeiro lugar, a Petrobrás tem considerado a possibilidade de buscar financiamentos estrangeiros para concluir parte das obras do Comperj. Essa alternativa, embora não fosse a ideal, já foi colocada como uma alternativa pela FUP – Federação Única dos Petroleiros, para garantir a realização dos investimentos da estatal no curto e médio prazo, a fim de evitar o processo de retração e descontinuidade de várias atividades da companhia. Como demandado pela FUP em um DNE encaminhado a Petrobrás, uma alternativa para manter os investimentos da empresa seria “continuar com acordos de fornecimento de petróleo em troca de financiamentos com outros países”. Ao que parece, esse instrumento poderia ser utilizado pela estatal para a conclusão das obras da refinaria.

Em segundo lugar, o Conselho de Administração aprovou a participação permanente do Representante dos Trabalhadores no Comitê Estratégico do CA, o que garantiu a atuação da força de trabalho em discussões de cunho estratégico da Petrobrás no longo prazo, além de possibilitar ter acesso a informações importantes para entender as alternativas e opções existentes para a companhia no futuro. Por fim, a proposta para a ampliação do mandato dos conselheiros de um para dois anos foi aceita pelo CA. O próximo passo é encaminhá-la para AGE a fim de aprovar a alteração no Estatuto.

Essas conquistas foram importantes para aumentar os espaços de atuação dos trabalhadores dentro do Conselho de Administração e buscar alternativas ao atual processo de retração da Petrobrás está para nova gestão da companhia.

Quarta, 27 Maio 2015 19:11

Entrevista: Deyvid Bacelar, conselheiro de administração da Petrobrás eleito pelos trabalhadores, fala sobre PLR, gestão Bendine e correlação de forças no CA. Confira!

Jornal Revista

Edição Nº 1418

Veja Todos os Jornais

TV Sindipetro