Quinta, 02 Abril 2020 17:36

"Petrobrás comete barbaridades e aprofunda a crise", afirma coordenador da FUP

“Nenhuma dessas medidas foi negociada com os sindicatos, pois não existe processo de negociação. Eles estão impondo”, alerta.

 

 

Em vídeo enviado aos petroleiros na manhã desta quinta-feira,02, o coordenador geral da FUP, José Maria Rangel, questiona a legitimidade das medidas que a gestão da Petrobras está impondo aos trabalhadores sem negociação com os sindicatos.

 

“Nenhuma dessas medidas foi negociada com os sindicatos, pois não existe processo de negociação. Eles estão impondo”, alerta.

 

As assessorias jurídicas da FUP e de seus sindicatos estão reunidas, analisando as implicações legais das medidas impostas pela Petrobrás. 

 

José Maria pede aos trabalhadores que aguardem as orientações sobre as medidas que a entidade tomará para assegurar os direitos da categoria. 

 

"Vamos demonstrar as barbaridades que a Petrobrás está cometendo neste momento. A empresa deveria chamar para ela a responsabilidade da grandiosidade que ela tem e ajudar na crise e não aprofundar a crise", afirma.

 

 

 

Jornal Revista

Edição Nº 1418

Veja Todos os Jornais

TV Sindipetro