Sexta, 21 Fevereiro 2020 19:28

Petroleiros voltam ao trabalho de cabeça erguida e de olho nos próximos embates

Com as assembleias concluídas em todas as bases do Sistema Petrobrás, os petroleiros retornaram ao trabalho nesta sexta-feira, 21, após 20 dias de uma greve. Essa que já é considerada a mais importante do movimento de resistência da classe trabalhadora nessas últimas duas décadas 

 

Durante essa greve, a categoria conseguiu suspender as demissões na Fafen-PR, revertendo também as que já haviam sido aplicadas para 144 trabalhadores. Além disso, a greve forçou a gestão da Petrobrás a negociar com a Comissão da FUP.

 

E a reunião de mediação acontece neste momento em Brasília e reúne a FUP, a Petrobrás, o TST e o acompanhamento do Ministério Público do Trabalho (MPT).

 

Amanhã (22), a Federação e seus sindicatos voltam a se reunir para avaliar os resultados da negociação e discutir os próximos passos do enfrentamento aos ataques da gestão Castello Branco contra os trabalhadores.

 

A greve está temporariamente suspensa e voltará a ser chamada, se não houver avanços no atendimento da pauta da categoria. A luta é contínua e permanente.

 

Leia matéria completa AQUI. Via FUP.

Jornal Revista

Edição Nº 1418

Veja Todos os Jornais

TV Sindipetro