Zenith Forex carreira Jack Daniels Melhor Forex Estratégia Forex trading para ganhar dinheiro Sistema de trade de liberalização Análise do Mercado Forex PDF Forex Mundo Cargo Filipinas Truques de negociação de opções bacanas Swing Forex Estratégia Como as Forex Centrum Forex Taxa de câmbio Dia Trading Forex Live YouTube forex utah. O leilão de swap forex é Opções binárias Rich Forex Trading. NBAD Forex Trading. Ponto Pivot Opções binárias Trading Strategy Videos Estratégia de negociação de jacaré Você tem sistema de Forexchange grupo forex Opções binárias S & P 500 Bangladesh Negociação multi estratégia Indicador de Alerta de Bollinger Bands MT4 Terminologia Forex para iniciantes PDF Forex Broker Killer 1 minuto Estratégia Barclays Zâmbia Forex. Data de Banco Estadual da Índia Forex Ramos Pune man Aprenda Forex Negociar software de sistema de negociação automática state dating laws in Sint Genesius Rode Belgium speed dating central Natal Brazil ヒマラヤ外国為替プライベートリミテッドリミテッド toerana hookup Antsirabe Madagaskar
Domingo, 02 Fevereiro 2020 21:32

Greve Nacional dos Petroleiros segue forte. Amanhã (03), tem grande ato em frente a Repar

O fim de semana começou literalmente parado em todas as unidades operacionais do Sistema Petrobrás. Trata-se da greve nacional dos petroleiros, que começou sábado (01), avança neste domingo e segue com um grande ato público em Araucária, na Repar, às 7h.

 

As mobilizações estão confirmadas para o início da manhã nas bases da FUP. Também em frente à sede da Petrobrás, no Rio de Janeiro, onde a Comissão Nacional de Negociação Permanente da FUP está instalada desde sexta-feira (31/01), haverá protestos.

 

De acordo com a direção do Sindipetro PR e SC, o que acontece na Araucária Nitrogenados (Ansa/FafenPR) é um exemplo do que pode ser feito em todas as unidades da Petrobrás.

 

“Por isso é necessário reverter as demissões em massa desses trabalhadores, unir a categoria e lutar contra esse processo de desindustrialização do país que gera milhares de desempregados”, aponto Mário Dal Zot, presidente do sindicato.  

 

Araucária

 

Em frente a Repar, os petroleiros estão acampados desde sábado (01). Já na Fafen, os petroquímicos e suas famílias completam, na segunda feira (03), 14 dias de ocupação.

 

A luta dos trabalhadores é para impedir o fechamento da fábrica de fertilizantes e as mil demissões anunciadas pela gestão da Petrobrás, já programadas para acontecer em 14 deste mês.

 

Ainda sobre a Fafen-PR, no sábado, após vazamento de amônia na madrugada, os trabalhadores da operação e manutenção ficaram 24h dentro da fábrica, sem rendição de turno. Eles só deixaram a unidade após o Ministério Público do Trabalho constatar a insegurança da planta.

 

O momento da saída desse petroquímicos foi o destaque do fim de semana de greve. Já que eles foram recepcionados pelos seus familiares e amigos, com muitos aplausos dos trabalhadores presentes, além de uma trilha sonora vinda das apresentações culturais, que deram mais emoção ainda ao episódio.

 

Brasil

 

Até o momento já são 17 as unidades operacionais da Petrobrás sem rendição nos turnos. A greve dos petroleiros é pela suspensão das demissões na Fafen-PR e pelo estabelecimento de um processo de negociação com a Petrobras.

 

Para a FUP, a atual gestão da companhia precisa cumprir o que prevê o Acordo Coletivo de Trabalho e suspender imediatamente medidas unilaterais tomadas e que estão afetando a vida de milhares de trabalhadores.

 

Quadro nacional da #GreveDosPetroleiros (última atualização: 02/02):

 

::Paraná

 

Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar) - sem rendição no turno desde a zero hora 01/02

 

Fábrica de Xisto (SIX) - sem rendição no turno desde a zero hora 01/02

 

Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (FafenPR/Ansa) – sem trabalhadores da operação e da manutenção no interior da unidade. Acampamento na porta da fábrica prossegue desde o dia 21/01

 

Terminal de Paranaguá (Tepar) - sem rendição no turno desde a zero hora 01/02

 

 

::Amazonas

 

Refinaria de Manaus (Reman) - sem rendição no turno desde a zero hora 01/02

 

 

::Ceará

 

Temoelétrica TermoCeará - sem rendição no turno desde às 15h de 02/02

 

Fábrica de Lubrificantes do Nordeste (Lubnor) – sem rendição no turno desde a zero hora 01/02

 

5 plataformas marítimas somente com liberação de serviços necessários para a segurança e habitabilidade.

 

 

::Pernambuco

 

Refinaria Abreu e Lima (Rnest) – sem rendição no turno desde a zero hora de 01/02

 

Terminal Aquaviário de Suape - sem rendição no turno desde a zero hora de 01/02

 

 

::Bahia

 

Refinaria Landulpho Alves (Rlam) - sem rendição no turno desde a zero hora 01/02

 

Terminal Madre de Deus – sem rendição no turno desde as 07h de 01/02

 

Nos campos de produção terrestre, estão sendo realizados piquetes permanentes, com adesão dos trabalhadores próprios e terceirizados

 

 

::Minas Gerais

 

Termoelétrica de Ibirité (UTE-Ibirité) – sem rendição no turno desde as 07h de 01/02

 

Refinaria Gabriel Passos (Regap) - sem rendição no turno desde a zero hora 01/02

 

 

::Rio de Janeiro

 

Refinaria Duque de Caxias (Reduc) - sem rendição no turno desde a zero hora 01/02

 

Norte Fluminense - 17 plataformas seguindo a orientação do Sindicato de realizar levantamento de pendências de segurança, efetivo e se houve embarque de equipes de contingência a bordo

 

 

::São Paulo

 

Refinaria de Paulínia (Replan) - sem rendição no turno desde a zero hora 01/02

 

Refinaria de Capuava, em Mauá (Recap) - sem rendição no turno desde a zero hora 01/02

 

 

::Rio Grande do Sul

 

Refinaria Alberto Pasqualini (Refap) – sem rendição no turno desde as 07h de 01/02

Jornal Revista

Edição Nº 1418

Veja Todos os Jornais

TV Sindipetro