Terça, 19 Fevereiro 2019 18:42

AMS vai cobrar mensalidades do período de suspensão do Benefício Farmácia

Por conta dos problemas no reembolso do Benefício Farmácia, a Petrobrás suspendeu a cobrança da mensalidade entre outubro de 2015 e agosto de 2016. A Assistência Multidisciplinar de Saúde (AMS) noticiou que vai requisitar os valores daquele período a partir deste mês de fevereiro, de acordo com as tabelas vigentes à época, sem reajustes inflacionários.


O modelo anterior do Benefício Farmácia era de securitização e todos contribuíam com um valor fixo mensal, que variava de R$ 2,75 a R$ 16,53, conforme a faixa salarial. O atual modelo só cobra coparticipação no medicamento de quem usa o benefício.


As cobranças retroativas ao período de suspensão do Benefício Farmácia serão realizadas em 11 parcelas e ocorrerão junto com as despesas de AMS, em contracheque ou boleto bancário.


Em caso de dúvidas, a AMS orienta o contato com a Central de Relacionamento com Pessoas pelo telefone 0800 2872267 (opção 2) ou o acesso ao Fale Conosco no Portal AMS (http://www.ams.petrobras.com.br).

Última modificação em Terça, 19 Fevereiro 2019 19:44

Jornal Revista

Edição Nº 1418

Veja Todos os Jornais

TV Sindipetro