Image not available
Image not available
Quinta, 31 Janeiro 2019 20:20

AUDITORIA DE PROJETO PILOTO PARA INSPEÇÃO NÃO INTRUSIVA (INI) NO TEPAR

     Representantes dos trabalhadores participam e relatam as preocupações sobre o processo

 

     Nos dias 29 e 30 de janeiro ocorreu a auditoria por parte do órgão certificador do INMETRO, o IBP – Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocumbustíveis, para verificar a aplicação do regramento previsto na NR-13 para inspeções não intrusivas por parte do SPIE (serviço próprio de inspeção de equipamentos) do Terminal de Paranaguá.

     O diretor do Sindipetro Norte Fluminense, Raimundo Teles, participou como representante da Bancada dos Trabalhadores da CNTT-NR13, comissão tripartite responsável pela construção e revisão da norma. Representando o Sindipetro PR e SC esteve presente o diretor Thiago Olivetti, participando como observador do processo.

     A aplicação da INI em equipamentos enquadrados na NR-13 consta na norma desde a sua revisão de setembro de 2017 e mantida na recente revisão, homologada em dezembro de 2018. No entanto, a aplicação dessa metodologia, que se resume a aplicação de novas tecnologias de inspeção sem a necessidade de abertura do equipamento, deve ser precedida de uma Inspeção Piloto também condicionada para os seguintes aspectos: i- somente em estabelecimentos com o SPIE certificado, ii- só poderá ser aplicado em equipamentos categorias I e II, iii- acompanhamento da representação sindical na CNTT-NR13.

     A inserção dessa nova tecnologia tem por objetivo principal reduzir a exposição do trabalhador aos riscos inerentes à entrada no interior de equipamentos e estabelecer critérios de confiabilidade maior para o processo.

     Esta é a quinta participação do diretor Raimundo Teles, cujo objetivo principal é verificar e avaliar junto com a equipe auditora do IBP a execução da metodologia e a efetiva participação dos profissionais vinculados ao SPIE, além de oferecer suporte sobre o tema para a representação sindical local. Segundo Raimundo, a presença dessas representações referenda a preocupação que o movimento sindical tem com a redução de postos de trabalho em contrapartida a aplicação de tecnologias. "Não podemos fechar os olhos para este fato". Mesma preocupação foi registrada pelo representante do Sindipetro PR e SC. “Há uma priorização dos dividendos aos acionistas, o que estimula os gerentes a buscar o corte de custos sem limites. Infelizmente isso sempre causa mais insegurança e acidentes de trabalho”.

     A princípio, a INI demonstra um ganho de produtividade, pois possibilita aumentar os prazos de vistoria interna em vasos de pressão, além de exigir um cumprimento rígido no regramento para sua realização. “Há uma necessidade de fortalecer e capacitar os trabalhadores próprios de inspeção. Esperamos que a empresa atue nesse sentido”, relata Thiago Olivetti.

     O Sindipetro PR e SC realizará um Seminário específico sobre o tema com os trabalhadores das unidades, buscando a formação e a troca de experiências. Fique atento!

Última modificação em Sexta, 01 Fevereiro 2019 13:28

Jornal Revista

Edição Nº 1417

Veja Todos os Jornais

TV Sindipetro