Image not available
Image not available
Sexta, 23 Novembro 2018 18:19

Campanha contra violência de gênero é destaque global

Sindipetro promove atividades nos “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres”. Campanha tem o objetivo de dar visibilidade às diversas lutas das mulheres na sociedade.

 

 

A campanha global “16 dias de Ativismo de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres” busca conscientizar a população sobre os diferentes tipos de agressão contra as meninas e mulheres em todo o mundo. Trata-se de uma mobilização anual, empreendida por diversos atores da sociedade civil e do poder público.

 

A campanha, realizada em escala mundial de 25 de novembro, Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher, a 10 de dezembro, data em que foi proclamada a Declaração Universal dos Direitos Humanos, também tem o objetivo de propor medidas de prevenção e combate à violência, além de ampliar os espaços de debate com a sociedade.

 

A campanha no Brasil

Apresentando calendários adaptados à realidade de cada país, no Brasil, considerando a dupla vulnerabilidade da mulher negra na sociedade, a campanha é realizada desde 2003 e inicia-se no dia 20 de novembro, Dia Nacional da Consciência Negra.

 

Diversas mobilizações de rua para dialogar com a população sobre a temática do combate à violência contra as mulheres acontecerão pelo país afora.  

 

Dados da violência de gênero no país

O Brasil registrou uma média 164 casos de estupros por dia em 2017. Foram mais de 60 mil no ano passado, segundo dados segundo o 12º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgados no dia 09 de agosto. Como a taxa de subnotificação desse tipo de crime é alta (estima-se que entre 7,5% e 10% sejam comunicados à polícia), o total de casos do tipo pode passar dos 500 mil por ano.

 

No ano passado 193 mil mulheres registraram queixa por violência doméstica. É uma média de 530 mulheres que acionam a lei Maria da Penha por dia, ou seja, 22 por hora.

 

Café com Debate: violência contra a mulher e saúde mental

Sensível a esse problema social crônico que é a violência de gênero, o Sindipetro promove uma série de atividades durante a campanha global “16 dias de Ativismo de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres”.

 

Serão rodadas de “Café com Debate” sobre o tema “violência contra a mulher e saúde mental”. A intenção é reunir petroleiras próprias e terceirizadas para um debate franco, leve e produtivo, com participação de especialistas das áreas que proporcionarão o aprofundamento e sensibilização sobre esse tema que infelizmente está tão presente na vida social e nos ambientes de trabalho.

 

O clima descontraído e fraterno que o evento propõe visa ainda que as participantes se sintam confortáveis para socializar e debater sobre as violências sofridas por conta da desigualdade e discriminação de gênero no trabalho e seus efeitos na saúde mental das trabalhadoras. 

 

Calendário dos cafés com debate

SIX: Dia 27 de Novembro (terça-feira), às 17h00

Local: Sede Regional do Sindipetro em São Mateus do Sul

Rua Paulino Vaz da Silva, Nº 535.

 

REPAR: Dia 28 de Novembro (quarta-feira), às 17h00.

Local: Clube dos Empregados da Petrobras – CEPE Araucária.

 

Obs: O Sindipetro disponibilizará transporte para as mulheres após o termino das atividades.

 

 

Seminário com aposentadas, pensionistas e esposas de petroleiros

O Sindipetro PR e SC também promoverá um espaço de vivência e partilha entre as diferentes realidades das aposentadas, pensionistas e mulheres dos aposentados durante a campanha dos 16 dias de Ativismo.

 

Será um seminário com o tema “Mulheres Fortalecidas para Transformar”, que abordará as principais dificuldades enfrentadas no acesso aos direitos sociais das mulheres e benefícios corporativos (AMS, Petros, Previdência Social, entre outros). Também serão debatidas as diversas facetas da violência contra as mulheres, em especial após os 50 anos de idade.

 

Ainda como parte desta atividade, haverá a inauguração do Espaço Kids da Sede do Sindicato, em Curitiba. Portanto, as crianças serão muito bem-vindas.

 

Calendário

Curitiba: Dia 04 de Dezembro (quarta-feira), das 14h00 às 18h00

Local: Sede do Sindipetro - Rua Lamenha Lins, 2064, Rebouças.

 

São Mateus do Sul: Dia 06 de Dezembro (terça-feira), das 14h00 às 18h00

Local: Sede Regional do Sindipetro - Rua Paulino Vaz da Silva, Nº 535.

 

Programação:

14h00 - Dinâmica Inicial e Abertura

14h20 - Painel Direito corporativo e social relevante

15h10 - Café

15h20 - Painel Violência Dentro e Fora de Casa

17h00 - Oficina de bonecas à moda antiga

18h00 - Encerramento

 

Dia do Laço Branco: petroleiros na luta pelo fim da violência contra as mulheres 

Os petroleiros dirigentes do Sindipetro Paraná e Santa Catarina se mobilizaram no dia 06 de dezembro nas ruas e nas unidades da Petrobrás para dialogar sobre problema da violência de gênero.

 

A data escolhida é conhecida como o Dia do Laço Branco – Homens pelo fim da violência contra as Mulheres. No dia 6 de dezembro de 1989, um homem de 25 anos (Marc Lepine) entrou armado na Escola Politécnica de Montreal, no Canadá. Em uma sala de aula, ele ordenou que os homens (aproximadamente 50) se retirassem. Assassinou 14 mulheres e depois saiu atirando pelos corredores e outras dependências da escola, gritando “Eu odeio as feministas”. Ele assassinou 14 estudantes, todas mulheres. Feriu ainda 14 pessoas, das quais 10 eram mulheres. Depois suicidou-se.

 

O crime, que ficou conhecido como o “Massacre de Montreal”, motivou a Campanha Mundial do Laço Branco (White Ribbon Campaign): homens pelo fim da violência contra a mulher.

Jornal Revista

Edição Nº 1413

Veja Todos os Jornais

TV Sindipetro