Imprimir esta página
Quarta, 18 Outubro 2017 18:11

Sindicato inicia a Campanha pela Anulação da Reforma Trabalhista

A lei da Reforma Trabalhista de Michel Temer, que acaba com os direitos trabalhistas, entrará em vigor no dia 11 de novembro de 2017. Para impedir que esta lei nefasta passe a valer, a Central Única dos Trabalhadores (CUT) lançou a Campanha Nacional pela Anulação da Reforma Trabalhista, cujo principal instrumento é um abaixo-assinado em apoio ao Projeto de Lei de Iniciativa Popular (PLIP) que revoga a lei da reforma sancionada por Temer.

 

Com o número suficiente de assinaturas (1% do eleitorado brasileiro, de todas as regiões), o projeto é protocolizado na Câmara Federal e segue a mesma trajetória de qualquer outro projeto no Congresso Nacional, ou seja, passa pelas votações dos deputados e dos senadores.

 

Cada Sindicato filiado à CUT tem a meta de recolhe no mínimo 50% de adesões ao abaixo-assinado do total de associados em sua base. No caso do Sindipetro PR e SC, é necessário coletar pouco mais de mil assinaturas, mas pretende-se ultrapassar esse número.

 

Dirigente sindicais irão visitar periodicamente todas as unidades da Petrobrás no Paraná e Santa Catarina para buscar adesões dos petroleiros ao abaixo-assinado.  Para assinar, é importante ter em mãos o número do Título de Eleitor.

 

Nesta quinta-feira (19), sindicalistas estarão no Clube dos Empregados da Petrobrás (CEPE) de Araucária, durante o horário do almoço, para coletar assinaturas dos petroleiros da Repar.

 

Saiba mais sobre a Campanha pela Anulação da Reforma Trabalhista em http://anulareforma.cut.org.br/

 

Setorizada com os trabalhadores do HA/Repar

O Sindipetro convoca todos os trabalhadores enquadrados no regime de horário administrativo da Repar para uma reunião setorizada nesta quinta-feira (19), a partir das 11h45, no CEPE. Estarão em debate a Campanha Reivindicatória 2017 e a Pauta Local de Reivindicações.