Quinta, 06 Fevereiro 2014 17:55

Extensão dos níveis de 2004, 2005 e 2006

Conquistas dos sindicatos de petroleiros filiados à FUP começam a ser implementadas

 

Na segunda-feira da semana passada, 27, a FUP, o RH Corporativo da Petrobrás e a Petros voltaram a discutir a extensão e pagamento dos níveis de 2004, 2005 e 2006 para os assistidos (aposentados e pensionistas) do Plano Petros. A Federação voltou a  reivindicar a extensão dos níveis para todos os assistidos e, o pagamento dos valores retroativos, de acordo com a situação jurídica de cada um.

Na reunião realizada entre a FUP, Petrobrás e Petros na semana passada,  os representantes da empresa e da fundação apresentaram proposta de pagamento dos níveis para os assistidos que estão com o processo na justiça e, que ainda não tiveram a decisão final e a execução, condicionando à celebração de acordo nos altos do processo.

Também nesta reunião, a Petrobrás informou ainda, que após a decisão do Conselho Deliberativo da Petros, decorrente do cumprimento da cláusula 181 do recente ACT conquistado pela FUP e seus sindicatos, a Petros já enviou petições aos TRT's, autorizando a liberação dos recursos depositados em juízo para pagamento imediato, dos níveis salariais aos assistidos, cujos processos já se encontram em fase de execução e cálculo.

FUP EXIGE O PAGAMENTO DOS NÍVEIS A TODOS OS APOSENTADOS
Na reunião da última semana (27/01), os representantes da empresa informaram que ainda não existe uma proposta da Petrobrás e da Petros a ser apresentada à FUP, referente à extensão e pagamento dos níveis para os assistidos que não tem processo judicial e para aqueles que perderam na justiça a sua reclamação trabalhista. A Federação cobrou rapidez na apresentação da proposta e, uma nova reunião foi agendada para a próxima quarta-feira, 05/02.

Conheça a situação jurídica dos assistidos em relação ao pagamento dos níveis de 2004,2005 e 2006

. Existem aproximadamente  8.000 (oito mil) ações na justiça do trabalho, envolvendo em torno de 21.000 (vinte um mil) assistidos do Plano Petros.

 . Destas  8.000 (oito mil) ações, novecentas estão em fase de execução e mais de 3.000 três mil assistidos  já estão recebendo a extensão e o pagamento dos níveis salariais.

. Além destes, ainda há 6.000 (seis mil e quinhentos) processos, envolvendo aproximadamente 16.400 (dezesseis mil e quatrocentos) assistidos, que ainda estão sendo julgados no TST e, mais de 600 (seiscentas) ações, envolvendo 1.600 (mil e seiscentos) assistidos, que ainda estão tramitando nos TRT's

. Existem também 1.235 (mil duzentos e trinta cinco) ações judiciais, envolvendo 3.500 (três mil e quinhentos) assistidos que não obtiveram sucesso em suas ações.

. Além dos assistidos que possuem ações judiciais, existem aproximadamente 18.220 (dezoito mil duzentos e vinte) assistidos que não possuem nenhum processo na justiça.

Fonte: FUP

Jornal Revista

Edição Nº 1418

Veja Todos os Jornais

TV Sindipetro