Sexta, 22 Junho 2012 00:00

Conquistas marcam o Acordo Coletivo de Trabalho nas obras da Repar

Pelo quarto ano consecutivo, a Campanha Salarial Unificada nas obras de ampliação e manutenção da Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar/Petrobrás

Pelo quarto ano consecutivo, a Campanha Salarial Unificada nas obras de ampliação e manutenção da Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar/Petrobrás) é caracterizada por importantes conquistas nos salários e benefícios dos trabalhadores. Nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira (22), os cerca de oito mil operários que atuam Repar aprovaram a proposta de Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) obtida em reunião de negociação realizada quinta (21), na Sede da CUT Paraná, em Curitiba.
O novo ACT das obras prevê reajuste salarial linear de 10,5%, ajuda de custo no valor de R$ 420,00, abono salarial de R$ 500,00, kit natalino de R$ 230,00, vale-refeição de R$ 13,00 por dia mais R$ 2,90 para o café da manhã quando este não for concedido in natura e Participação nos Lucros e Resultados de dois salários base para quem recebe até R$ 3 mil por mês e de 1,5 salários para os que ganham acima deste valor, com teto de R$ 8 mil no benefício de PLR.
Os adicionais de horas extras também foram acrescidos. De segunda à sexta-feira, a hora extraordinária terá acréscimo de 70%. Aos sábados será de 80% e aos domingos e feriados de 130% sobre o valor da hora normal. Quanto ao recesso de final de ano, os dias 24 e 31 de dezembro serão abonados e os demais dias de folga devem ser compensados na proporção de um por um, com a possibilidade de serem quitados aos sábados. O dia de pagamento, que antes era concedida folga de um período, passará a ter repouso integral.
Nem mesmo a forte chuva que caiu sobre Araucária na manhã de sexta-feira impediu a realização da assembleia. O resultado final foi a aprovação por ampla maioria. Desde 2009, quando aos sindicatos que representam os trabalhadores das obras se uniram e formaram uma comissão, liderada pela CUT-PR, ano em que ocorreu uma greve histórica de 20 dias na Repar, os acordos são firmados com expressivos ganhos aos operários.
 

Jornal Revista

Edição Nº 1418

Veja Todos os Jornais

TV Sindipetro