Sexta, 01 Junho 2012 00:00

O que está por trás do silêncio da Petrobrás em relação à PLR?

Faltando um mês para o prazo legal de quitação da PLR 2011, a Petrobrás até agora não apresentou uma proposta e sequer concordou em iniciar o processo

Faltando um mês para o prazo legal de quitação da PLR 2011, a Petrobrás até agora não apresentou uma proposta e sequer concordou em iniciar o processo de negociação, como vem  cobrando a FUP. Desde março, a Federação reivindica a retomada da discussão do regramento das PLRs futuras e uma proposta para a PLR 2011, cujo adiantamento foi pago em janeiro e, portanto, já pode ser quitada a partir de julho.
No dia 17 de maio, os trabalhadores foram à luta e atenderam à convocação da FUP, atrasando o expediente e cobrando da empresa regras claras e transparentes para a distribuição dos lucros construídos pela categoria, bem como uma proposta de quitação da PLR 2011. A Petrobrás, no entanto, continua calada, empurrando com a barriga uma negociação que já deveria estar sendo concluída.
Enquanto os gestores da empresa se fazem de surdos, os petroleiros vão se organizando para mobilizações mais contundentes. Se a tática da Petrobrás é arrastar a campanha para tentar desmobilizar os trabalhadores, não surtirá efeito. O provisionamento da PLR foi reduzido em 7,73% em relação a 2010 e a categoria sabe que terá que pressionar e se mobilizar para evitar retrocessos. Será que a Petrobrás não aprendeu com as campanhas e greves passadas?

Fonte: Imprensa da FUP

Jornal Revista

Edição Nº 1418

Veja Todos os Jornais

TV Sindipetro