O Xisto Não Pode Parar!

O fato de a Petrobrás ter criado um grupo de estudo para avaliar a viabilidade econômica da Unidade de Industrialização do Xisto (SIX), em São Mateus do Sul, causa preocupação na categoria e na sociedade local. Isso porque, diante do cenário de crise na Petrobrás e em todo o setor petróleo, pode ser uma sinalização de encerramento das atividades da SIX.

Diante disso, uma série de entidades da sociedade civil organizada e representantes políticos se engajaram na luta em defesa da SIX e lançaram a campanha “O Xisto Não Pode Parar”. O movimento, no entanto, vai além da manutenção das atividades da SIX. É preciso garantir investimentos na Usina do Xisto para que ela seja de fato viabilizada economicamente. Caso contrário, a cada queda abrupta no preço do barril de petróleo as ameaças de encerramento das atividades voltam à tona.

A Usina produz óleo combustível, nafta, gás combustível, gás liquefeito e enxofre, e ainda produtos que podem ser utilizados nas indústrias de asfalto, cimenteira, agrícola e de cerâmica. Porém, por ser um Centro Avançado de Pesquisa Tecnológica, desenvolveu fertilizantes para a indústria agropecuária, a partir da água de xisto; e também faz o processamento do lastro, um resíduo de reservatórios de petróleo e derivados que requer destinação ambientalmente correta e que tem alto custo. Ainda no rol de atividades econômicas viáveis, o processamento do xisto permite a reciclagem de pneus em larga escala.

Quinta, 22 Junho 2017 14:14

Nº 1389

Terça, 13 Junho 2017 19:26

O Sindipetro Paraná e Santa Catarina convoca os trabalhadores da Usina do Xisto para as reuniões setorizadas que acontecem nesta quarta-feira (14). Elas acontecem em duas oportunidades, às 10h00 e às 17h00, na Sede Regional Sindical de São Mateus do Sul, para que todos possam participar, dada a gravidade do problema em questão.

 

As pautas a serem tratadas são a redução do efetivo de trabalhadores próprios, a pauta local de reivindicações e o Grupo de Trabalho do Xisto. A categoria petroleira está aprovando greve por tempo indeterminado em todas as unidades da Petrobrás no país por conta do redimensionamento que a direção da empresa pretende fazer no parque de refino.

 

A organização a partir do amplo debate com a base é fundamental para o sucesso do iminente movimento grevista nacional. Participe!

Sexta, 02 Junho 2017 19:35

Nº 1388

Terça, 30 Maio 2017 14:42

Relatório do Grupo de Trabalho traz alternativas viáveis para manter e ampliar as operações da Usina

Sexta, 26 Maio 2017 15:08

 

Duas sessões de assembleia geral extraordinária serão realizadas na próxima segunda-feira (29), na regional sindical de São Mateus do Sul, para debater e deliberar sobre greve por tempo indeterminado na Usina do Xisto (SIX).

 

O movimento a ser iniciado será a resposta dos trabalhadores para a possível redução do efetivo mínimo de trabalhadores nas unidades operacionais da SIX, que a empresa pretende implantar de forma unilateral, sem discutir com os representantes sindicais. 

 

Confira o Edital de Convocação no link dos anexos abaixo.

Segunda, 08 Maio 2017 15:00

Nº 1387

Terça, 25 Abril 2017 18:53

Nº 1386

Quinta, 06 Abril 2017 19:09

 

O descontrole da gestão do Parente é sádico. A caótica falta de efetivo fez com que a Petrobrás alterasse por conta própria o contrato do Plano de Incentivo à Demissão Voluntária (PIDV), prorrogando o desligamento dos trabalhadores que aderiram.

 

O contrato firmado entre as partes tinha como referência legal o prazo máximo de 22 de maio de 2017 para o desligamento. A Petrobrás estendeu essa data em cerca de dois meses. Quem desejar sair na data limite do contrato terá que se manifestar contrariamente às alterações impostas pela empresa junto ao setor de RH das unidades onde trabalham (Repar ou SIX e cedidos para a Transpetro). Se o empregado se omitir, a ausência de manifestação significa aceitação tácita da nova data imposta pela empresa.

 

Portanto, se você não concorda, manifeste-se!

 

Em algumas bases, a alegação da empresa é que os sindicatos não têm condições de fazer as homologações até o dia 22 de maio; uma grande mentira, mas nenhuma novidade quando se trata dessa gestão. 

 


 

Sugestão de modelo de carta a ser protocolada junto ao RH

 

Eu, FULANO DE TAL, empregado da Petrobrás sob a matrícula Nº XXXXXXXXXXX, trabalho na unidade TAL, no setor TAL, aderi ao Programa de Incentivo à Demissão Voluntária (PIDV), cujo contrato firmado entre mim e a empresa prevê o prazo limite de 22 de maio para o desligamento, manifesto minha posição contrária à extensão deste prazo, determinado unilateralmente pela empresa.

 

FULANO DE TAL, XX de XXXXX de 2017

Jornal Revista

Edição Nº 1418

Veja Todos os Jornais

TV Sindipetro