Image not available
Image not available

 

O Xisto Não Pode Parar!

O fato de a Petrobrás ter criado um grupo de estudo para avaliar a viabilidade econômica da Unidade de Industrialização do Xisto (SIX), em São Mateus do Sul, causa preocupação na categoria e na sociedade local. Isso porque, diante do cenário de crise na Petrobrás e em todo o setor petróleo, pode ser uma sinalização de encerramento das atividades da SIX.

Diante disso, uma série de entidades da sociedade civil organizada e representantes políticos se engajaram na luta em defesa da SIX e lançaram a campanha “O Xisto Não Pode Parar”. O movimento, no entanto, vai além da manutenção das atividades da SIX. É preciso garantir investimentos na Usina do Xisto para que ela seja de fato viabilizada economicamente. Caso contrário, a cada queda abrupta no preço do barril de petróleo as ameaças de encerramento das atividades voltam à tona.

A Usina produz óleo combustível, nafta, gás combustível, gás liquefeito e enxofre, e ainda produtos que podem ser utilizados nas indústrias de asfalto, cimenteira, agrícola e de cerâmica. Porém, por ser um Centro Avançado de Pesquisa Tecnológica, desenvolveu fertilizantes para a indústria agropecuária, a partir da água de xisto; e também faz o processamento do lastro, um resíduo de reservatórios de petróleo e derivados que requer destinação ambientalmente correta e que tem alto custo. Ainda no rol de atividades econômicas viáveis, o processamento do xisto permite a reciclagem de pneus em larga escala.

Quinta, 18 Fevereiro 2016 19:38

Sindicato lança a campanha “O Xisto Não Pode Parar”

O fato de a Petrobrás ter criado um grupo de estudo para avaliar a viabilidade econômica da Unidade de Industrialização do Xisto (SIX), em São Mateus do Sul, causa preocupação na categoria e na sociedade local. Isso porque, diante do cenário de crise na Petrobrás e em todo o setor petróleo, pode ser uma sinalização de encerramento das atividades da SIX.

O Sindipetro Paraná e Santa Catarina agiu rápido e fez reuniões com o diretor do setor de Abastecimento da Petrobrás, que confirmou a existência do grupo, mas garantiu que o resultado será debatido com a FUP e o Sindicato antes de ser enviado à direção da empresa e ao Conselho Deliberativo da estatal. Também alertou as frentes parlamentares em defesa da Petrobrás na Câmara de São Mateus do Sul e na Assembleia Legislativa do Paraná para buscar apoio político, entre outras ações.
Além disso, organizou a campanha “O Xisto Não Pode Parar”, que foi lançada nesta quinta-feira (18), durante Bate-Papos Sindicais na Usina do Xisto. As atividades de lançamento continuam na troca de turno das 23h30 e prosseguem amanhã (19), conforme agenda abaixo.

Para o presidente do Sindipetro, Mário Alberto Dal Zot, a campanha vai além da manutenção das atividades da SIX. “Queremos ir além de apenas manter a Usina operando. Temos que garantir investimentos na SIX para que ela seja de fato viabilizada economicamente. Caso contrário, a cada queda abrupta no preço do barril de petróleo as ameaças de encerramento das atividades voltam à tona”, afirmou.

A Usina produz óleo combustível, nafta, gás combustível, gás liquefeito e enxofre, e ainda produtos que podem ser utilizados nas indústrias de asfalto, cimenteira, agrícola e de cerâmica. Porém, também desenvolveu fertilizantes para a indústria agropecuária, a partir da água de xisto, e também faz o processamento do lastro, um resíduo de reservatórios de petróleo e derivados que requer destinação ambientalmente correta e que tem alto custo. Ainda no rol de atividades econômicas viáveis, o processamento do xisto permite a reciclagem de pneus em larga escala.


Bate-Papo Sindical – Lançamento da Campanha “O Xisto Não Pode Parar!”

Quinta-feira (18/02)
15h30 – Grupo IV – Em frente à SIX
17h30 – Grupo III e aposentados – Na Sede Regional do Sindipetro
23h30 – Grupo II – Em frente à SIX.

Sexta-feira (19/02)
07h30 – Grupo I e Administrativo – Em rente à SIX
15h30 – Grupo V – Em frente à SIX

Última modificação em Sexta, 27 Maio 2016 14:13

Jornal Revista

Edição Nº 1418

Veja Todos os Jornais

TV Sindipetro