Image not available
Image not available
Sexta, 28 Setembro 2018 19:44

Atingidos pelo equacionamento da Petros devem se habilitar em ação contra a Receita Federal

Sindicato ingressará com ação coletiva para impedir a cobrança de Imposto de Renda sobre a contribuição extraordinária do equacionamento do Plano Petros 1. 

 

O Sindipetro Paraná e Santa Catarina convoca os trabalhadores ativos, aposentados e pensionistas atingidos pelo processo de equacionamento do déficit (PED) do Plano Petros 1, inclusive repactuados e não repactuados) para se habilitarem na ação coletiva que irá ingressar contra a Receita Federal

 

O objetivo do processo é impedir a cobrança de Imposto de Renda sobre a contribuição extraordinária do equacionamento da Petros e cobrar a devolução de valores descontados na folha de pagamento.

 

Os formulários de habilitação na ação e de contrato de honorários advocatícios estão disponíveis na Sede do Sindicato, em Curitiba, e nas Regionais Sindicais de São Mateus do Sul, Paranaguá e Joinville. O prazo encerra em 60 dias.

 

Quem não puder ir até o Sindicato, pode imprimir os formulários (disponíveis nos links dos anexos abaixo), preencher, assinar e despachar pelos Correios ao Sindipetro PR e SC, aos cuidados do Departamento Jurídico.

 

Endereço do Sindicato: Rua Lamenha Lins, 2064, Rebouças, Curitiba-PR – CEP: 80220-080.

 

Palestras sobre a proposta da FUP para o equacionamento

Na próxima sexta-feira, dia 05 de outubro, o Sindipetro Paraná e Santa Catarina realiza palestras para apresentar aos trabalhadores (ativos, aposentados e pensionistas) a proposta alternativa da Federação Única dos Petroleiros (FUP) para o equacionamento do Plano Petros 1.

 

As exposições serão feitas por Hélio Libório, do Grupo de Trabalho Petros, e Antônio Carlos Silva, coordenador da Secretaria dos Aposentados, Pensionistas e Previdência Social do Sindipetro PR e SC, em duas oportunidades: às 10h00 e às 17h30, no auditório da Sede do Sindicato (R. Lamenha Lins, 2064, Rebouças, Curitiba-PR).

 

Por meio de seus representantes no GT Petros, que vem discutindo alternativas para o equacionamento, a FUP apresentou propostas concretas para resolver os problemas de gestão do plano e minimizar consideravelmente a contribuição extraordinária dos participantes e assistidos.



Com as palestras, o Sindicato busca explicar à categoria que com a proposta elaborada pela FUP é possível reduzir os impactos do equacionamento e contribuir para que não ocorram futuros déficits no PPSP-1.

Última modificação em Sexta, 28 Setembro 2018 22:42

Jornal Revista

Edição Nº 1412

Veja Todos os Jornais

TV Sindipetro