Image not available
Image not available
Terça, 02 Janeiro 2018 16:58

Acidente no Tepar quase vira tragédia ambiental

Um grave acidente ocorreu na madrugada do dia 30 de dezembro, no Terminal Aquaviário da Transpetro em Paranaguá (Tepar). Um navio de óleo combustível estava em conexão com o Terminal e sofreu instabilidade, talvez por causa de correnteza da maré. Os mangotes (cabos flutuantes usados para transferir fluídos) que estavam conectados romperam, dutos foram entortados e houve vazamento de óleo no mar.

 

O navio se chocou com o píer na área da empresa Catallini, uma das quatro que compartilham a base de ancoragem de navios junto com a Transpetro. De acordo com relatos de trabalhadores do Tepar, o evento foi seríssimo e só não causou maiores danos ambientais porque válvulas estavam fechadas. Ainda segundo as informações que chegaram ao Sindipetro Paraná e Santa Catarina, se o combustível em operação fosse gasolina, as consequências seriam piores devido aos riscos de explosão.  

 

A equipe de emergência do Tepar foi acionada e atuou para minimizar as proporções do acidente. Uma ocorrência similar aconteceu há cerca de quatro anos, mas uma série de acidentes de pequeno e médio porte vêm ocorrendo no Terminal.

 

O Sindipetro solicitou esclarecimentos à gestão do Tepar, bem como requisitou abertura de Comissão de Investigação de Acidente com a participação de representantes do Sindicato e da CIPA. 

Última modificação em Quarta, 03 Janeiro 2018 12:47

Jornal Revista

Edição Nº 1410

Veja Todos os Jornais

TV Sindipetro