Terça, 14 Novembro 2017 17:39

Safety day: culpar não é prevenir

Empresa promove dia de reflexão sobre segurança, denominado “safety day”, e tumultua rotina dos trabalhadores

 

 

As ocorrências de graves acidentes nas refinarias no último final de semana, inclusive na Repar, fizeram com que a Petrobrás realizasse mais um “safety day”, um dia destinado à divulgação das situações de emergência aos trabalhadores e ao alerta sobre as “posturas inadequadas” dos empregados.

 

O “safety day” da vez aconteceu na manhã de segunda-feira (13). Durante todo o período não houve liberação de Permissão de Trabalho (PT) e os gerentes falaram aos trabalhadores durante cerca de duas horas.

 

O diálogo sobre segurança é fundamental, principalmente em dias posteriores aos acidentes. Porém, o “safety day” não tem foco na prevenção, mas sim na culpabilização dos trabalhadores envolvidos nos acidentes.

 

No caso da ocorrência na Repar, um trabalhador do setor de Transferência e Estocagem (TE) teve mão presa em um rolo de suporte da esteira do desmoldante no domingo (12). Operadores do grupo de turno relataram que o acidente aconteceu exatamente no horário do teste de emergência dos rádios, no qual todos os equipamentos ficam sintonizados em outra faixa e isto os impossibilitou de ouvir o pedido de socorro emitidos pelo acidentado. Acredita-se que o trabalhador ficou por aproximadamente 20 minutos com a mão presa, até a chegada do socorro. Uma Comissão de Investigação de Acidente será instaurada e contará com a participação de representantes do Sindicato, da CIPA e da empresa.

 

A análise preliminar sobre o caso apresentada no “safety day” da Repar não trouxe todas as informações e ocultou dados importantes. Tal conduta revela uma postura tendenciosa da empresa e dá margem para culpabilizar a vítima.

 

Para além disto, o “safety day” não isentou os empregados de cumprirem com suas rotinas e demandas. Após o almoço, a emissão de PTs voltou a ser liberada e os trabalhadores tiveram que fazer suas atividades em um tempo reduzido, agravando o problema da falta de efetivo. 

Jornal Revista

Edição Nº 1396

Veja Todos os Jornais

TV Sindipetro