Segunda, 09 Outubro 2017 17:01

Audiência pública na Alep debate a privatização do setor energético

Evento acontece nesta terça-feira (10), às 09h30, na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep)

 

 

O Plenarinho da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) recebe nesta terça-feira (10) a audiência pública “Privatização do Setor Energético: Soberania ou Dependência?”. Esse questionamento vai guiar o debate, que começa às 09h30, no Centro Cívico de Curitiba.

 

O evento é fruto da atuação do Fórum Popular Contra a Venda da Eletrobrás e da Copel, que congrega 32 entidades. A proposição da audiência partiu dos deputados Nelson Luersen (PDT), Ademir Bier (PMDB), Anibelli Neto (PMDB), Evandro Araújo (PSC), Guto Silva (PSD), Requião Filho (PMDB), Marcio Pauliki (PDT), Nereu Moura (PMDB), Péricles de Mello (PT), Professor Lemos (PT), Tadeu Veneri (PT) e Tercílio Turini (PPS).

 

Dirigentes do Sindipetro Paraná e Santa Catarina estarão no debate e convocam a categoria para participar. “Se em outras estatais a privatização foi anunciada integralmente, como no caso da Eletrobrás, na Petrobrás a estratégia é diferente. O desmanche da empresa acontece gradualmente, dia após dia, com a venda de importantes ativos de patrimônio. Trata-se de uma tática velada de privatização. Precisamos denunciar isso à toda a sociedade, o tempo todo. Por isso é importante a participação do maior número possível de petroleiros nessa audiência pública”, disse Mário Dal Zot, presidente do Sindipetro PR e SC.

 

Saldão do Temer

O pacote de privatizações anunciados pelo governo do golpista Michel Temer inlcui a Eletrobrás, maior empresa de produção e distribuição de energia elétrica da América Latina. A lista traz 57 bens estatais que serão colocados à venda no mercado. A Casa da Moeda, a administração de 14 aeroportos, 11 linhas de transmissão e 15 terminais portuários completam o saldão do Temer. É o patrimônio brasileiro em liquidação. 

Jornal Revista

Edição Nº 1395

Veja Todos os Jornais

TV Sindipetro