Terça, 04 Julho 2017 17:25

A infinita estupidez gerencial

Em caso emblemático de total descaso, gestão da Repar troca operadores de grupos de turno e até de unidades sem sequer avisá-los.

 

Einstein certa vez escreveu que “duas coisas são infinitas: o universo e a estupidez humana. Mas, em relação ao universo, ainda não tenho certeza absoluta”. Atualmente a humanidade continua com a mesma dúvida e certeza do famoso físico alemão. Os avanços da astronomia são inegáveis e nos mostram que se o universo não é infinito, é grande pra... Dúvida que permanece!

 

Sobre a estupidez humana, Einstein estava corretíssimo. Dia após dia nos deparamos com situações que comprovam sua tese. O exemplo mais recente foi registrado na manhã desta fria e úmida terça-feira (04), na Repar. Vários operadores dos setores de Utilidades (UT) e Destilação e Hidrotramento (DH) ficaram perplexos ao serem comunicados pelos motoristas dos ônibus que não estavam mais naquele itinerário.

 

A situação causou estranheza e muitos decidiram seguir naquela condução para verificar o que estava a acontecer. Ao chegarem na refinaria, foram informados pelos gerentes e alguns supervisores que haviam sido transferidos de grupo de turno e até mesmo de unidades. Assim, dessa forma, sem qualquer comunicado anterior, muito menos consulta prévia. A ordem foi para retornarem às suas residências e acatarem as transferências.

 

Desnecessário narrar a revolta diante deste enorme descaso por parte da gestão. Um ato de desrespeito aos trabalhadores e de afronta à organização coletiva. A greve contra a redução dos postos de trabalho na Repar foi suspensa há apenas um dia e a empresa insiste nesta medida unilateral. E pior, a faz com uma tremenda desfaçatez. Se não há limites para a estupidez da gestão, não haverá um minuto de trégua na luta contra o autoritarismo.

 

 

Denuncie!

O Sindipetro Paraná e Santa Catarina orienta os trabalhadores a utilizarem o canal de denúncia da Petrobrás por conta do descumprimento do código de ética da própria empresa. A denúncia também deve ser enviada ao Sindipetro (denuncia@sindipetroprsc.org.br). Envie toda espécie de evidências (documentos, arquivos de áudio e vídeo) dos abusos que os gestores estão cometendo. 

Jornal Revista

Edição Nº 1391

Veja Todos os Jornais

TV Sindipetro